O que são as exclusões

Cuidar da saúde da família: o que você precisa fazer?

Nos dias atuais, a principal preocupação é o que fazer para cuidar da saúde da família.

Pode parecer um desafio, mas é totalmente possível conciliar as tarefas domésticas, o trabalho e uma rotina saudável no seu lar. 

A grande dica aqui é fazer um planejamento em que envolve toda a família e suas obrigações. 

Se você é de colocar tudo no papel, faça isso. 

Mas se não é, não se sinta mal. Use a agenda do celular ou o próprio despertador para garantir que você mantenha uma rotina adequada para cuidar da saúde da sua família. 

Adicione tarefas relaxantes, motivadoras, dinâmicas…

Bom… Vou de mostrar agora 10 dicas para você cuidar da saúde da sua família. Vamos lá?

1) Desenvolva um cardápio saudável

O seu filho come aquilo que você come. No início ele até pode comer aquela verdura que você colocou no prato, mas com o tempo ele vai seguir os seus hábitos. 

E se você sempre fizer um prato sem verduras, ele também vai começar esse costume. 

Sendo assim, o ideal para cuidar da saúde da família é criar um cardápio adaptável para todos. 

Deixe ao alcance sempre muitas frutas, utilizem as verduras e os legumes nas refeições, incentive o uso da garrafinha de água durante o dia a dia…

E deixe o hambúrguer, a pizza e os biscoitos para momentos de confraternização.

2) Faça atividade física em conjunto

Uma ótima maneira de se manter ativo é convidar a família para uma atividade física em conjunto. 

Por exemplo, já pensou em comprar bicicleta para todos e marcar de pedalar aos domingos?

Além de ser uma maneira de cuidar da saúde da família, vocês ainda passam mais tempo juntos. 

Pode ser também uma caminhada no parque, uma aula de dança, uma aula de luta… O importante é não ficar parado.  

3) Tenha um tempo de descanso

Tenha um tempo de descanso

Para cuidar da saúde da sua família é fundamental ter uma hora fixa para descansar todos os dias. É importante ficar um pouco longe das obrigações diárias para fortalecer a memória e a imunidade dos seus familiares. 

A ideia aqui é descansar a mente. Sendo assim, assistir televisão ou ficar no celular não conta. 

Sugiro você pegar uma rede, sentar na varanda, deitar na cama… Qualquer coisa que faça seu cérebro parar um pouco e pensar na vida. 

Sei que é um desafio. Afinal de contas a gente quer o tempo todo resolver alguma situação ou iniciar um projeto. 

Mas tente adicionar esse tempo de descanso e veja como a sua produtividade (e a da sua família) vai melhorar. 

Outra sugestão é fazer ioga, meditação ou qualquer outra atividade que você e sua família possa relaxar.

4) Realize exames regularmente

Já ouviu aquela história que é melhor prevenir do que remediar? 

É exatamente isso que você precisa fazer para cuidar da sua família sem preocupação

Afinal de contas, fazer exames regularmente ajuda a manter as ameaças e problemas bem longe. 

Se possível, separe uma vez a cada seis meses para toda a família fazer um check-up médico. 

6) Mantenha a casa limpa para cuidar da saúde da sua família

Pode parecer um exagero, mas existem muitas doenças que podem ser desencadeadas por causa de ácaros e fungos. 

Como, por exemplo, infecções, alergias, dificuldades respiratórias, entre outras. 

Por isso, manter a casa limpa também ajuda a cuidar da saúde da sua família. 

Distribua as tarefas domésticas para todos da casa e deixe essa obrigação mais leve e agradável. 

Você também pode colocar uma boa música e fazer uma competição saudável de quem termina a obrigação primeiro.

8) Foque na qualidade do sono

Foque na qualidade do sono

O sono tem um papel crucial na saúde da sua família. Isso porque uma boa noite de sono garante a produção adequada de hormônios, além de manter uma boa produtividade durante todo o dia. 

Por isso, a noite fique atento a alimentação e as atividades que você e sua família está fazendo antes de dormir. 

Evite alimentos pesados, beber café, assistir muita televisão e ficar usando o celular na cama. 

Prepara o corpo e a mente para ter uma noite de sono tranquila e agradável. O ideal é tomar um banho quente e ir direto para casa, sem mexer em celular ou comer alguma coisa. 

Caso alguém da família tenha dificuldades de ter uma boa noite de sono, o indicado é que procure a ajuda de um médico.

9) Tenha uma farmacinha pessoal

A gente nunca sabe quando alguma coisa vai dar errado, por isso é sempre importante ter medidas preventivas que ajudem a cuidar da saúde da família. 

É claro que se for algo muito grave, o ideal é ir direto para o hospital. Mas algumas situações simples podem se resolver com uma farmacinha pessoal.

Por exemplo, é sempre bom ter um medicamento para dor de cabeça, pequenos cortes, má digestão, azia, diarreia, abuso de bebidas alcoólicas, cólica, febre, etc. E também alguns produtos farmacêuticos como soro fisiológico, álcool em gel, curativo, gaze, esparadrapo, entre outros. 

10) Exercite a mente

Muito se fala sobre fazer atividade física, mas a saúde mental também é super importante nos dias atuais. 

Por isso, para cuidar da saúde da família, você pode planejar momentos de jogos de tabuleiro, sudoku, palavas cruzadas, jogos de raciocínio lógico, entre outros. 

A ideia é, além de compartilhar um novo hobbie, se prevenir de doenças que atingem a memória. 

Conclusão

Conclusão

Cuidar da saúde da família pode parecer um desafio com tantas tarefas e obrigações no nosso dia a dia. 

Mas eu te mostrei que com hábitos simples é possível você criar uma rotina saudável para você e seus familiares.

Você descobriu a importância de ter um cardápio saudável, de fazer uma atividade física, de ter um tempo para descansar, de realizar exames regularmente, etc. 

Mas agora você precisa começar a colocar em prática. 

Me conta nos comentários qual será a sua primeira atitude para cuidar melhor da saúde da sua família. 

livro-empreendedor-vai-la-e-faz

Livros essenciais para o empreendedor

São tantas coisas para aprender quando você decide empreender, não é mesmo?

Por onde começar? Você pode pesquisar na internet, ir atrás de dicas com pessoas que já passaram ou estão passando por essa fase…

E em outros casos, você decide buscar algo a mais, que pode ser desfrutado de maneira mais leve, no seu tempo livre.

Uma boa maneira de fazer isso é através do hábito da leitura.

Por isso separamos algumas dicas de livros essenciais para que o empreendedor precisa se quer prosperar em seu negócio próprio.

Confira logo abaixo.

 

Mindset – Carol S. Dweck

livro-empreendedor-mindset

 

O livro comenta sobre o poder da mente e como o sucesso de nossas ações dependem do tipo de pensamento que temos.

A autora e também psicóloga, acredita que para desenvolver nossas habilidades, é preciso mais do que apenas talento. Mas também se esforçar para ter confiança e atitude para isso.

Essa maneira de pensar influencia nossa auto-estima o que consequentemente afeta nossos relacionamentos pessoais de amizade e amor, e relacionamentos profissionais também.

É um livro importante para entender o motivo de ter pensamentos positivos para obter bons resultados na vida.

 

A startup enxuta – Eric Ries

startup-enxuta

 

Eric Ries é um empreendedor que estou ciência da computação na Universidade Yale, uma das mais notórias dos Estados Unidos.

Seu livro fala sobre como usar a inovação para criar negócios de sucesso. Uma forma é através das startups.

Ela é definida como uma instituição que implementa negócios baseados em criar produtos ou serviços baseados em algo novo ou algo existente mas com um fator de novidade.

O autor descreve que é preciso antes de tudo, ter uma visão clara do seu projeto, para que você possa prosseguir retendo conhecimento e ainda diminuindo seus recursos primários para obter melhor resultado.

Basicamente, é uma leitura que aborda os pensamentos e estratégias necessários para uma efetivação de negócios bem-sucedida.

 

A tríade do tempo – Christian Barbosa

triade-do-tempo

O autor Christian Barbosa é o maior especialista do Brasil em produtividade.

Nesse livro ele divide a gestão do tempo de 24h que temos no dia em: família, trabalho e lazer. Sendo esferas: urgente, importante e circunstancial, respectivamente.

Ele explica que esses elementos, se estiverem em equilíbrio, estão diretamente relacionados a uma boa qualidade de vida.

Além de apresentar propostas que incentivem as pessoas a aprender o que fazer para melhor proveito em questões de produtividade no dia a dia.

 

48 leis do poder – Robert Greene

leis-do-poder

 

Aqui Robert Greene, um palestrante que estou na Berkeley University na Califórnia, começa explicando o que é de fato poder, como funciona e suas vantagens.

Logo após ele especifica como você pode adquiri-lo para atingir seus objetivos.

O livro tem uma linguagem “nua e crua”, podendo até causar um sentimento intimidante, mas necessário para que a pessoa não fique parada, apenas vendo a sua vida passar diante de seus olhos. 

O objetivo é despertar a motivação de forma efetiva e duradoura e tenha atitudes assertivas e controle sobre sua vida em âmbitos profissionais e pessoais.

 

Vai lá e faz – Tiago Mattos

livro-vai-la-e-faz

 

Tiago Mattos é um empreendedor digital formado pela Singularity a universidade erguida no Vale do Silício pelo Google em parceria com a Nasa.

Ele realmente começou do zero, mas sua visão futurista e mentalidade positiva e focada o ajudou a erguer seu negócio de forma simples.

Ele mostra a importância de entender a situação atual do mercado, de como o mundo está focado na era digital. Essa sendo algo mais dinâmica e interdisciplinar.

Ou seja, ele ensina como agrupar esses conceitos de forma efetiva para tirar sua ideia do papel para obter o melhor resultado em suas vendas. 

 

Esperamos que você tenha entendido como a leitura é fundamental para ter um aprendizado de qualidade e assim aprimorar sua vida para um alto padrão.

 

É necessário que que você entenda que a leitura é algo beneficial que deve ser incorporado no seu dia a dia, especialmente se você tem interesse em seguir os passos de um empreendedor de sucesso.

 

O que você achou de nossas sugestões de livros essenciais para o empreendedor? Então confira mais algumas aqui.

 

O que você não sabia sobre economizar nas consultas médicas

O que você não sabia sobre economizar nas consultas médicas

Você quer economizar na consulta médica e continuar com o mesmo padrão de qualidade e confiança? 

Isso mesmo. Há uma maneira de conseguir ótimos preços e ainda ser atendido em um hospital de referência na sua região. 

Não sei se você já passou por alguma situação constrangedora em uma consulta. 

Mas uma vez fui a um dentista aqui da cidade e em 5 minutos ele fez uma limpeza.

Esse seria um tempo bom, se não fosse uma limpeza nos meus dentes e se eu não saísse de lá como se só tivesse escovado os dentes. 

Sem contar, que depois da limpeza ele não me passou nenhum enxaguante bucal. Sai do consultório com gosto de placas na boca. 

Nem preciso dizer que nunca mais voltei naquele lugar. 

Aprendi que se tivesse feito algumas pesquisas antes, poderia conseguir um bom preço e ainda sair satisfeita da consulta. 

E eu vou e mostrar agora o que você precisa fazer para não passar mais por situações como a minha e ainda economizar na consulta médica. 

Vamos lá? 

1) Para economizar na consulta médica pesquise clínicas diferentes

Para economizar na consulta médica pesquise clínicas diferentes

Antes de sair marcando uma consulta médica, para economizar você precisa pesquisar. 

Assim como você pesquisa qualquer produto ou serviço que você vai adquirir antes de comprar, com uma consulta médica é a mesma coisa. 

No entanto, não pesquise somente os preços. Lembre-se de verificar quais são os médicos, se há alguma recomendação ou crítica do antedimento na internet e até mesmo verificar o CRM do médico.

2) Antes de ir à consulta liste suas principais preocupações

Antes de ir à consulta liste suas principais preocupações

Para economizar na consulta médica, aproveite todo o momento que tem com o médico para tirar as suas dúvidas. 

Um dos maiores erros é você ir até à consulta sem separar todos os seus questionamentos. 

Isso porque o médico vai te passar apenas aquilo que ele está vendo nos exames. Ou, se for, sua primeira consulta, ele vai te perguntar qual motivo te levou até ali.  

Sendo assim, não tenha vergonha em levar no papel:

  • O que você observou na sua saúde nos últimos dias;
  • Quais foram os primeiros sintomas;
  • Com que frequência você sente os sintomas;
  • Como os sintomas afetam a sua vida diária;
  • O que está te preocupado;
  • Quais exames você terá que fazer.

3) Durante a consulta anote e faça mais perguntas

Durante a consulta anote e faça mais perguntas

Lembre-se sempre de levar um bloquinho e anotar todas as informações que o médico passar. 

Além disso, separe perguntas para o caso do médico passar algum remédio ou pedir para você fazer algum exame. 

Se for passado alguma medicação, pergunte:

  • Quais são os efeitos colaterais;
  • Confirme os horários e o nome dos medicamentos;
  • Em quanto tempo você precisará voltar para a uma nova consulta. 

Se precisar fazer um exame, pergunte:

  • Para que ele serve;
  • Por que faz parte do tratamento;
  • Entre outros. 

4) Para economizar na consulta médica se preocupe com sua expectativa de vida

Para economizar na consulta médica se preocupe com sua expectativa de vida

Outro erro comum é só procurar o médico quando percebe que está doente. Isso porque há doenças que se iniciam silenciosamente, ou seja, sem apresentar nenhum sintoma. 

Sendo assim, é importante você se lembrar de ter contato com a natureza, fazer exercícios físicos regularmente e ter uma alimentação saudável. 

Tudo isso vai aumentar a sua expectativa de vida e, consequentemente, te ajudar a economizar na consulta médica. 

Pois você precisará ir ao médico apenas para consultas regulares e não para lidar com algum problema de saúde mais grave. 

Conclusão

Tenha sempre em mente que a melhor forma de economizar na consulta médica é você fazer uma boa pesquisa e cuidar da sua saúde no seu dia a dia. 

Além disso, lembre-se de sempre anotar informações importantes que você quer fazer para o médico na hora da consulta. 

Todas essas dicas vão te ajudar a economizar e ainda te permitir ter um atendimento de qualidade em um hospital ou clínica de referência. 

Agora, se você tem outras dicas para economizar na consulta médica. Deixe um comentário e compartilhe com a gente. 

Qual o limite de idade para contratar um seguro de vida

Como aumentar a expectativa de vida em 10 atitudes simples

Nem todo mundo pensa em aumentar a sua expectativa de vida, mas se você chegou até aqui é porque pensa em um futuro melhor para você e sua família. 

Eu não sei se você sabe, mas…

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), vários fatores influenciam para a expectativa de vida aumentar: água tratada, crescimento econômico do país, entre outros. 

Mas, além disso, há outras atitudes que podem ser praticadas individualmente. 

E é isso que vou te mostrar agora. 

Vamos lá? 

1) Fique em contato com a natureza

Um simples hábito para aumentar a expectativa de vida é ir de encontro com a natureza.

Você não precisa ir para a praia ou fazer uma trilha na cachoeira. Essas ações são boas, mas o simples fato de pegar um sol na varanda da sua casa já ajuda a aumentar a sua expectativa de vida. 

Isso porque quando a sua pele fica exposta à luz do sol, as suas células começam a produzir vitamina D. Que é uma vitamina que é essencial para saúde dos nossos ossos e ajuda a evitar diabetes, doenças cardíacas, depressão, entre outras. 

Sei que tomar suplementos ou comer alimentos ricos em vitamina D pode parecer que são formas eficazes para aumentar a quantidade dessa vitamina no seu organismo, mas há uma forma muita mais simples de fazer isso. 

Ficar 15 minutos por dia à luz do sol já é o suficiente para manter os níveis de vitamina D no seu corpo. 

Mas não se esqueça que ficar muito tempo no sol pode aumentar o risco de câncer de pele. Fique atento!

2) Passe um tempo com quem você ama

A expectativa de vida pode ser aumentada apenas passando algum tempo com seus amigos e familiares. 

Isso porque quanto mais alguém está conectado com as pessoas que ela gosta, melhor para a sua saúde geral

Até o momento não há nenhuma pesquisa que afirme com precisão porque os relacionamentos têm um papel tão importante na nossa saúde. 

A verdade é que pessoas com relacionamentos positivos (amigos, familiares e cônjuge) são menos sujeitos a manifestar comportamentos de risco e mais propensas a cuidar de si mesmas.

Mas fique atento! Isso só é válido se essas pessoas fazem bem para a sua saúde mental. 

Sendo assim, reserve mais tempo para seus amigos e familiares. Mesmo que seja por uma ligação de vídeo na internet, o importante é compartilhar histórias juntos, rir, desabafar e trocar ideias. 

3) Faça exercícios físicos diariamente

Faça exercícios físicos diariamente

Já ouviu aquela história de que fazer exercícios físicos diariamente melhora a sua expectativa de vida?

Pois é. Isso é totalmente verdade. 

Um estudo mostrou que pessoas que fazem atividade física por cerca de 3 horas por semana tinha DNA e células 9 anos mais jovens que as pessoas que não fazem nenhum exercício. 

Ou seja, são mais ou menos 30 minutos por dia!

O que significa que você não precisa virar o bombado da academia para aumentar a sua expectativa de vida, mas se você criar o hábito de se exercitar todo o dia, pelo menos, 30 minutos já faz uma grande diferença.

O que quero dizer é que fazer exercício físico diariamente quer dizer muito mais do que ir à academia, você pode fazer ioga, pilates, dançar, jump, andar de bicicleta…

O importante é não ficar parado! 

 4) Cuide dos seus dentes e passe fio dental

Pode parecer estranho que passar fio dental ajuda a aumentar a expectativa de vida, mas essa é uma afirmativa totalmente verdadeira. 

Isso porque o uso do fio dental preveni duas coisas:

  1. Doenças nas gengivas;
  2. Doenças cardíacas

Provavelmente, você se assustou com a segunda opção, certo?

Relaxa que vou te explicar!

O uso do fio dental evita que as gengivas fiquem inflamadas. E gengivas inflamadas significa que você tem uma infecção bacteriana crônica na boca.

Isso prejudica suas artérias por dois mecanismos: as bactérias podem entrar nas artérias e causar placas. O seu corpo estabelece uma resposta imune às bactérias na boca, causando uma inflamação, dificultando assim o trabalho do coração e podendo desencadear doenças cardíacas. 

Se você tem dificuldade em lembrar de passar o fio dental, uma boa dica é você deixá-lo sempre em cima da pasta de dente. 

Assim vai ser difícil esquecer de usar o fio dental, não acha?

6) Desligue os eletrônicos para ter uma expectativa de vida mais longa

Desligue os eletrônicos para ter uma expectativa de vida mais longa

Não há nenhum estudo que comprove que o uso de eletrônicos (TV, celular, tablet, etc) tem uma relação direta com a expectativa de vida. 

Mas se a gente analisar detalhadamente conseguimos verificar que uma tem relação com a outra, isso porque:

  • Os eletrônicos te torna uma pessoa inativa. Afinal de contas, você fica sentado queimando poucas calorias;
  • Inconscientemente você come mais. As pessoas nas telas dos eletrônicos, geralmente, estão comendo ou falando sobre comida;
  • Você se torna mais anti-social. Simples: ao invés de conversar com as pessoas ao seu redor você fica conectado no celular ou olhando freneticamente para a televisão.

Sem contar que eles roubam uma grande parte do seu tempo. Algumas pessoas passam horas nas redes sociais e perdem metade da vida sem fazer nada. 

7) Coma alimentos vegetais saudáveis

Comer alimentos vegetais como, por exemplo, legumes, frutas, sementes, nozes, feijão e grãos integrais, podem aumentar a sua expectativa de vida. 

Isso porque esses vegetais podem diminuir o risco de doenças como câncer, doença cardíaca, depressão, entre outros. 

Esses efeitos são por causa dos nutrientes e antioxidantes desses alimentos, que incluem polifenóis, carotenoides, folato e vitamina C

8) Não fume e modere na ingestão de álcool

As pessoas que fumam podem perder até 10 anos de vida, além de ter 3 vezes mais chances de te morrer prematuramente do que aquelas pessoas que nunca fumaram. 

Já o consumo excessivo de bebidas alcoólicas pode ocasionar doenças hepáticas, cardíacas e pancreáticas, além de um risco maior de morte precoce. 

Por isso, para aumentar a expectativa de vida evite fumar e consuma bebidas alcoólicas moderadamente. 

No entanto, por outro lado, há estudos que compravam que o consumo moderado tem a probabilidade de reduzir algumas doenças. 

Uma pesquisa apontou que as pessoas que bebem vinho têm 34% menos de chance de morrer precocemente do que aquelas pessoas que bebem cerveja e outras bebidas alcoólicas.

Isso porque o  vinho tem um alto teor de antioxidantes polifenóis e é um protetor contra doenças cardíacas, distúrbios neurológicos, síndrome metabólica e diabetes

9) Desenvolva um padrão de sono

Desenvolva um padrão de sono

Pode ser um tabu dormir às 8 horas por noite que as pessoas pregam por aí, mas manter um padrão de sono é crucial para aumentar a sua expectativa de vida. 

Isso porque o sono ajuda a regular a função celular e auxilia o seu corpo a se curar. 

Mas ter uma boa noite de sono diariamente não significa apenas dormir 8 horas, estudos mostram que o padrão de sono ideal varia de acordo com a sua faixa etária. 

Por isso, fique atento ao que você pode fazer para ter uma boa noite de sono regularmente e o que deve fazer antes dormir. 

Afinal de contas, pouco sono pode ocasionar inflamação e aumentar o risco de diabetes, obesidade e doenças cardíacas. 

Sendo assim, tente não usar o celular antes de dormir e a noite coma alimentos leves e saudáveis. 

10) Aumente a expectativa de vida através de exames e testes

Realizar exames e testes é uma das maneiras mais eficazes de melhorar a sua expectativa de vida.

Visitas regulares ao médico podem ajudar a tratar as doenças antes delas se tornarem algo grave. 

Por isso, não tenha medo de ter um acompanhamento médico regular. Essa atitude vai trazer mais segurança pra você e sua família. 

Além dos exames e testes, o médico vai ter acesso ao seu histórico e ficar atento a qualquer mudança no seu organismo. 

Conclusão

No artigo de hoje eu te mostrei 10 passos simples para aumentar a sua expectativa de vida. 

Você viu que praticar exercícios físicos, cuidar dos seus dentes, comer alimentos vegetais e desenvolver um padrão de sono são ótimas atitudes para você colocar em prática a partir de hoje. 

Além disso, você descobriu também que passar um tempo com quem você ama, desligar os eletrônicos, não fumar e moderar a sua ingestão de bebidas alcoólicas ajudam a aumentar a sua expectativa de vida. 

Mas agora quero saber de você… O que você pode fazer hoje para ter uma vida melhor amanhã?

Comenta aí!

O que é Seguro de vida resgatável

Como prevenir doenças: 6 posts que você precisa ler agora

Se você quer saber como prevenir doenças nesta época do ano, você precisa ler esse artigo. 

Sei que talvez você tenha uma saúde de ferro, mas o fato é que a maioria das pessoas não tem. 

Elas já foram deixadas de cama devido a uma gripe, dor de barriga ou qualquer outra doença que, no mínimo, empurram elas para uma farmácia. 

Eu mesma já passei por isso. Na verdade, teve um ano que fiquei doente várias vezes seguidas. 

Foi uma gripe, depois a sinusite atacou e, por último, bateram no carro que eu estava e tive que ficar um dia de repouso.

O que quero dizer é que você nem sempre sabe quando essas situações podem acontecer. 

Mas, por outro lado, você pode prevenir algumas doenças com hábitos simples de colocar em prática. 

Por isso, separei para você 6 artigos que vão te ajudar a ter uma vida mais saudável. 

Aqui vou dar apenas uma pincelada sobre cada um deles, para saber mais sobre o assunto é só você clicar no link que vou deixar disponível, combinado?

Então… Vamos lá!

1) Por que é importante prevenir doenças

Como te disse anteriormente, a saúde preventiva é importante porque é uma maneira de evitar, a longo prazo, a perda de foco, queda de produtividade, exaustão, dores no corpo… 

Uma das formas de reprimir esses sintomas é você fazendo uma alimentação balanceada

Lembre-se de sempre comer frutas, legumes e verduras durante o seu dia.  É claro que você vai poder comer hambúrguer, um pastar, tomar um sorvete…

No entanto, isso não pode fazer parte de todas as suas refeições. Pois para prevenir doenças como, por exemplo, obesidade é importante ter uma boa alimentação. 

Além disso, a saúde preventiva visa também a prática de exercícios físicos e um acompanhamento médico periodicamente.

2) Previna doenças com uma boa noite de sono

Pode parecer besteira ter uma boa noite de sono para prevenir doenças, mas é comprovado cientificamente que uma noite mal dormida, a longo prazo, traz malefícios para a sua saúde. 

Também sei que é quase impossível cumprir as horas ideias de sono recomendadas pela National Sleep Fundation.

Quem com 28 anos consegue dormir 9 horas? 

Claro que deve ter alguém, mas maioria das pessoas dorme entre 6 a 7 horas por noite. E ainda tem aquelas pessoas que dorme bem menos. 

O fato é que para prevenir doenças como dores de cabeça, inflamação intestinal, problemas de visão você precisa de uma boa noite de sono diariamente.

Sem contar que noites mal dormidas causam irritabilidade e alterações de humor, dificuldade em aprender, redução do desejo sexual e baixo rendimento imunológico. 

Sendo assim, o mínimo que você pode fazer para prevenir doenças é ter uma boa noite de sono

E, para isso, você pode evitar comer alimentos estimulantes antes de dormir, beber muito café durante o dia, assistir televisão ou usar o celular na cama… 

3) Como se prevenir de doenças que não há vacinas

Como se prevenir de doenças que não há vacinas

Doenças contagiosas podem ser causadas por vírus, protozoários, bactérias e fungos. 

Para muitas delas já exstem vacinas, no entanto, há uma parte significativa que ainda não temos uma proteção contra elas. 

Por isso, que você deve ter algumas atitudes simples para prevenir essas doenças. 

Por exemplo, a Hepatite C é causada pelo vírus HCV e provoca inflamação no fígado. 

A sua transmissão ocorre pelo contato do sangue, sendo assim para se prevenir dessa doença você deve evitar o compartilhamento de itens pessoais como:

  • Aparelho de barbear;
  • Escova de dente;
  • Alicate;
  • Seringa e agulha.

E se certificar que objetos utilizados para fazer uma tatuagem ou a unha estejam devidamente esterilizados.

Para saber mais sobre essa e outras doenças infecciosas que não possuem vacinas e o que você pode fazer para evitá-las, o G1 possui uma matéria bem completa sobre o assunto. 

4) Hábitos saudáveis que você deve adotar para prevenir doenças

Além de uma boa noite de sono, uma alimentação saudável e a prática de exercícios que eu disse anteriormente, há vários outros hábitos saudáveis que você pode adotar na sua rotina. 

Para algumas pessoas um hábito vai ser mais fácil do que o outros e tudo bem com isso. 

Você só não pode desistir. 

Eu, por exemplo, tenho uma dificuldade enorme de fazer atividades físicas. Mas, nem por isso, fico parada. 

Eu tento pelo menos uma vez por semana fazer caminhada, me alimento bem durante a semana e cumpro minhas 8 horas de sono regularmente. 

Sendo assim, não desanime se você não conseguir cumprir todos os hábitos que vou te mostrar aqui. Comece gradualmente e com aquilo que faz sentido para você.

Um hábito saudável fácil de se cumprir, por exemplo, é conversar. Sei que nos dias atuais é mais complicado e a gente fica refém da tecnologia, mas sempre que possível faça, pelo menos, uma ligação de vídeo de vez em quando. 

Assim você vai deixar sua mente mais descansada e vai diminuir o estresse do dia a dia. 

Além disso, você pode fazer atividades mais relaxantes como, por exemplo, ioga, acupuntura, meditação… Esses exercícios previnem doenças como o estresse. 

Que pode ocasionar problemas gastrointestinais, diminuição do desempenho cognitivo, problemas de pele, entre outros. 

5) Como evitar doenças virais

Com o aumento alarmante dos casos de coronavírus, as instruções para evitar doenças virais ficaram mais em alta do que antes. 

Isso porque uma grande parte das doenças provocadas por vírus não possuem uma vacina, ou seja, o ideal é prevenir. 

E, para isso, hábitos simples pode dar um grande efeito como, por exemplo:

  • Lavar sempre as mãos com água e sabão;
  • Não compartilhar itens pessoais;
  • Lavar sempre os alimentos;
  • Evitar aglomerações de pessoas em épocas de surtos das doenças;
  • Alimentar-se bem e praticar exercícios físicos;
  • Entre outros. 

O importante é você sempre cuidar da sua saúde independe do que está acontecendo no mundo. Quanto mais pessoas prevenirem as doenças, menos casos irão surgir. 

6) E como prevenir doenças nas crianças?

E como prevenir doenças nas crianças

Parece impossível uma criança não ficar doente. Mas a grande verdade é que várias doenças podem ser prevenidas se os pais (ou os responsáveis) tomarem as atitudes corretas. 

Além de vacinar as crianças conforme o Cartão de Vacinação e levá-los as consultas periódicas com os pediatras, algumas atitudes triviais podem prevenir doenças nas crianças.

Por exemplo: quanto tempo o seu filho passa na frente dos eletrônicos?

Duas horas? Três horas? Cinco horas?

Bom…

Você sabia que passar muito tempo com os eletrônicos, inibe a criatividade e a imaginação da criança?

Pois é. Isso acontece porque quando a criança fica muito tempo assistindo vídeo ou acompanhando redes sociais ela está apenas recebendo informações. Ou seja, não está sendo desafiada a pensar ou criar coisas novas. 

O que quero dizer é que apenas diminuir a quantidade de tempo nos eletrônicos já traz um grande benefício para a saúde da criança

Além disso, também é importante o contato com a natureza, com as artes e até mesmo um tempo livre para a criança fazer o que ela quiser. 

Conclusão

Reuni neste artigo os melhores posts sobre como prevenir doenças que você precisa ler. 

Resumidamente, te mostre fatos importantes que ajudam você e sua família a terem uma vida mais saudável. 

Como, por exemplo, praticar atividades físicas, ir ao médico regularmente, ter uma boa noite de sono, entre outros. 

Agora quero saber de você…

O que você faz para prevenir doenças na sua família? Me conta nos comentários!

PPR(Programa de proteção respiratória)

Bem-estar das crianças: 7 passos para evitar preocupação

Com o crescimento dos pequenos vem também a  preocupação com o bem-estar das crianças.

E, atualmente, há  muita informação sobre como você deve cuidar do seu bebê… O que você precisa saber para ele ter um crescimento saudável, o que ele precisa comer, o que não pode comer…

Mas a gente não pode se esquecer que na fase infantil também é importante manter o cuidado com o bem-estar das crianças.

Eu não sei você, mas na minha infância tive contato com várias brincadeiras de rua e informações adequadas para a minha idade. 

No entanto, hoje em dia a maior a preocupação com as crianças é o tempo que elas passam em frente de uma tela de computador, notebook, tablet  ou celular.

E, com isso, vem a preocupação com as notas da escola, desenvolvimento de algumas habilidades, entre outros.

Pode parecer um desafio cuidar do bem-estar das crianças nos dias atuais, mas vou te mostrar 7 passos simples que você pode começar a praticar hoje mesmo. 

Só que é importante frisar que apesar de ser simples, você precisa colocar em prática, afinal apenas a leitura desse artigo não vai diminuir a sua preocupação com as crianças. 

1. Separe um tempo para a criança brincar longe das telas

Sei que às vezes parece mais fácil entregar um eletrônico para criança ficar quieta. Contudo, esses aparelhos fazem com que as crianças tenham uma participação passiva.

Ou seja, geralmente, elas não precisam de muito esforço para realizar alguma atividade. As crianças ficam apenas absorvendo informações e sem desenvolver nenhuma habilidade.

Por isso, para um bem-estar das crianças é importante separar um momento para brincar com aquele carrinho, com uma boneca, com quebra-cabeça… O importante é ela sair daí da frente da tela dos eletrônicos.

Mas… Por que brincar é tão importante.

Isso porque ao brincar a criança desenvolve importantes habilidades como, por exemplo, criatividade e imaginação.

2. Reserve um dia para ter contato com a natureza para o bem-estar das crianças

Sei que é mais complicado sair todos os dias com uma criança, mas é importante que ela tenha contato com a natureza

Pesquisas revelam que quanto mais tempo na natureza, maior a sensibilidade e a interatividade da criança. 

Além disso, você a ensina a criar um hábito saudável, evitando também a obesidade infantil.

Não precisa ir muito longe, você pode dar uma volta pelo bairro, levar a criança no parquinho mais próximo, andar de patins, patinete, bicicleta ou skate. 

Ou até mesmo ensinar brincadeiras antigas como pique-cola, pique-pega, pique-bandeirinha, entre outras.  

Para melhorar o bem-estar das crianças, também é recomendado visitar o Parque Ecológico da sua idade, visitar o zoológico, fazer um piquenique, fazer uma trilha, ir ver a cachoeira.

É legal também você conversar com ela e perguntar o que ela gostaria de fazer, assim vocês podem desenvolver uma atividade mais prazerosa.

3. Deixe a criança livre para fazer o que quiser

Deixe a criança livre para fazer o que quiser

Outro ponto que devemos ressaltar é que as crianças precisam de um tempo livre para fazer o que quiser.

Às vezes a gente coloca uma atividade atrás da outra… É estudar, balé, aula de línguas…

Mas também é importante entender que a criança precisa de um tempo só para ela. 

Não estou dizendo para ela ficar sem supervisão, mas sim para ela ficar a vontade para soltar a fantasia e desenvolver a  criatividade e concentração.

Sendo assim, ao invés de encher a agenda da criança com muitas atividades, separe um momento para ela descansar a mente.

4. Selecione um tempo para as artes para o bem-estar das crianças

Eu falei para você sobre a importância de brincar e ir ao ar livre, mas para o bem-estar das crianças também é importante focar nas artes. 

Isso quer dizer que você pode abusar da tinta guache, da massinha, lápis de cor e tudo que possa envolver cores e habilidade manual. 

É na arte que a criança encontra uma forma de expressar o seu mundo interior, além de também ser um ótimo momento para desenvolver a imaginação e criatividade.

Sendo assim, use esse momento para curtir junto com a criança. Você pode ver no Youtube dicas para customizar uma blusa antiga, um brinquedo…

Uma vez fiz com a minha irmã de 8 anos um estojo de lápis com uma calça jeans velha. Ela viu o vídeo na internet e juntas fomos em uma loja comprar uma cola de tecido, zíper e alguns botons para enfeitar. 

Foi super fácil de fazer e ela adorou.

5. Atenta-se a alimentação saudável

Já ouviu aquela  historia de que a criança come aquilo que você come?

Pois é. Não adianta você querer obrigá-lo para ser saudável e você continuar comendo besteiras, a alimentação saudável tem que ser para família toda.

Para a criança entender que é importante comer alimentos saudáveis como frutas e verduras você não pode obrigá-la a comer.

Isso porque sendo obrigada a comer algo que ela não gosta, a criança vai associar que esses alimentos são ruins.

Sendo assim, apresente alimentos mais saudáveis de maneira mais leve e criativa. Você pode tentar enfeitar os alimentos, misturar com outros…

A longo prazo o seu exemplo vai fazer muito mais diferença do que a imposição do que a criança deve ou não comer.

 É claro que ela vai querer provar guloseimas e alimentos gordurosos e tudo pode ser consumido sem exageros. Com uma alimentação balanceada a criança vai crescer mais saudável. 

6. Fique atento às vacinas e as consultas para o bem-estar das crianças

Fique atento às vacinas e as consultas

A vacinação é de extrema importante para o desenvolvimento do sistema imunológico da criança, por isso desde o nascimento ela recebe uma bateria de informação.

Isso porque ela está em constante processo de formação de anticorpos das vacinas para combater vírus e bactérias. 

Sendo assim, lembre-se de sempre ter o Cartão de Vacinação em mãos e leve a criança para fazer consulta regularmente. 

7. Priorize a noite de sono

Muitas vezes pensamos que a criança tem que dormir a mesma quantidade que a gente. No entanto, aqui no blog já te mostrei que a quantidade ideal de sono varia de idade para idade.

Por isso, preze pela qualidade do sono do seu filho para que ele não desenvolva dor de cabeça ou problema de atenção na escola.

Sem contar que uma noite mal dormida pode atrapalhar os hormônios do crescimento e com isso as funções biológicas podem ficar desequilibradas.

Deste modo, na hora de dormir deixe a criança longe de aparelhos eletrônicos, lugares com muito barulho e muita luz. Proporcione um lugar tranquilo, confortável e organizado. 

Conclusão

Hoje te mostrei 7 passos simples que você pode fazer e parar de se preocupar com o bem-estar das suas crianças.

Te falei sobre separar um tempo para brincar, sobre deixar a criança mais livre… E também falei sobre alimentação e a importância de uma boa noite de sono.

Mas, como eu disse no início deste artigo, somente a leitura desse conteúdo não vai diminuir as suas preocupações, você precisa começar a colocar em prática.

Sendo assim, deixa nos comentários quais atividades que você vai fazer essa semana com o seu filho ou filha. Estou curiosa para saber! 

 

Noite mal dormida? 6 fatos sobre suas horas de sono

Noite mal dormida? 6 fatos sobre suas horas de sono

Você teve uma noite mal dormida durante essa semana? Fique tranquilo que o que vou te mostrar aqui vai te ajudar a atender quantas horas de sono você realmente precisa. 

Provavelmente, você já ouviu falar que todo mundo deve dormir oito horas de sono por dia. Ou já escutou aquela pessoa que diz que dorme 4 horas por noite e isso não afeta em nada na sua vida. 

E eu não posso dizer para você quem está certo ou errado nesse debate. 

Mas eu posso te mostrar dados comprovados sobre quantas horas de sono você precisa para não ter uma noite mal dormida.

E de fato a National Sleep Foundation faz algumas recomendações sobre a quantidade de sono ideal, mas ela é dividida por faixas etárias. 

Vou te mostrar tudo isso detalhadamente nas próximas linhas, mas antes é importante você entender que há vários estudos que acompanham um grande número de pessoas para saber quantas horas de sono eles realmente precisam. 

Por isso, a palavra certa a ser utilizada aqui é “média”. Algumas pessoas precisam em média de 8 horas outras de 7 horas de sono para permanecer em um excelente estado de saúde. 

Isso também se aplica nas suas noites de sono. Não é porque você teve UMA noite mal dormida que você isso vai comprometer drasticamente a sua qualidade de vida, mas se aplica à quantidade média de sono que você recebe. 

Entendeu?

Bom, diante disso tudo… 

1) Quantas horas de sono é o recomendado para uma boa saúde?

A National Sleep Foundation, junto com um painel multidisciplinar de especialistas, recomenda intervalos de sono adequados de acordo com as seguintes faixas etárias:

 

Recém-nascidos (0 a 3 meses)De 14 a 17 horas por dia 
Bebês (4-11 meses) De 12 a 15 horas por dia
Crianças (1 a 2 anos)De 11 a 14 horas por dia
Pré-escolares (3-5)De 10 a 13 horas por dia
Crianças em idade escolar (6-13)De 9 a 11 horas por dia
Adolescentes (14-17)De 8 a 10 horas por dia
Adultos mais jovens (18 a 25 anos)De 7 a 9 horas por dia
Adultos (26-64)De 7 a 9 horas por dia
Adultos mais velhos (65 anos ou mais)De 7 a 8 horas por dia

 

Além disso, outros fatores também podem afetar a quantidade de horas que você precisa para não ter uma noite mal dormida. Por exemplo: 

  • Alterações no corpo durante o início da gravidez;
  • Situações que privam o sono;
  • A qualidade do sono;
  • Entre outros. 

Bom, esse é o mundo ideal das pesquisas e sabemos que não é bem assim que funciona. 

Nem sempre a gente consegue dormir exatamente as horas indicadas no quadro, mas a gente pode tentar chegar o mais próximo possível.

Por isso, vou te mostrar agora…

2) O que fazer para encontrar a quantidade de sono ideal para você?

O primeiro ponto importante é que você deve analisar suas próprias necessidades individuais. 

Responda para si mesmo:

  • Você é produtivo, saudável e feliz com a quantidade de horas que você dorme atualmente? 
  • Demora muito tempo para se sentir produtivo durante o seu dia?
  • Você tem problemas de saúde
  • Tem algum caso de doença crônica na sua família?
  • Você depende da cafeína para passar o dia?
  • Você sente sono ao dirigir?

Se você responder sim para a maioria dessas perguntas, você precisa rever as suas noites mal dormidas. 

E para isso vou te ensinar a calcular quantas horas de fato você deve dormir.

Como calcular as horas de sono que preciso dormir:

Para calcular a quantidade de horas ideal que você precisa dormir, anote durante 21 dias:

  • A hora que você acorda;
  • Quantos ciclos de 90 minutos você teve a noite;
  • A hora que você foi para a cama + 15 minutos (o tempo de adormecer).

Por exemplo, se você vai dormir às 19 horas e acorda às 4h15 no primeiro dia, você terá 6 ciclos de sono por noite. 

E segundo a  National Sleep Foundation, os ciclos do sono são divididos em:

  • NREM: são três estágios (movimentos não rápidos dos olhos);
  • REM: último estágio (movimentos rápidos dos olhos).

Em média, cada ciclo do sono tem cerca de 90 minutos. Então, se você completar pelo menos 5 ciclos por noite, provavelmente, você vai ter passado por todas os estágios do sono.

Ao final dos 21 dias, você saberá como está a qualidade do seu sono. E para você entender o por quê isso é importante vou te explicar…

3) Por que preciso me preocupar com noites mal dormidas?

Por que preciso me preocupar com noites mal dormidas

Uma pesquisa realizada pelos Cientistas da Faculdade de Medicina de Harvard apontou que uma noite mal dormida aumentou, em média, 30% do nível de ansiedade dos voluntários. 

Além disso, notou-se também que o córtex pré-frontal medial (na testa) estava menos ativo que o normal. E é ele que ameniza as reações à emoções que nos fazem mal.

O estudo mostrou também que após uma noite de descanso completo, as atividades cerebrais dos voluntários voltou ao normal. 

No entanto, os cientistas alertam que noites mal dormidas frequentemente podem contribuir para sintomas mais duradouros. 

Como por exemplo:

  • Piorar os sintomas de doença inflamatória intestinal;
  • Irritabilidade e alterações de humor;
  • Dores de cabeça e enxaquecas;
  • Dificuldade em aprender;
  • Redução do desejo sexual;
  • Problemas de visão como: visão dupla, perda de visão periférica, visão obscura;
  • Ganho de peso;
  • Baixo rendimento imunológico.

Sendo assim, para evitar essas complicações na sua saúde, você sabe…

4) Quais sinais indicam que você está tendo uma noite mal dormida?

Mesmo com toda a informação que já te passei, provavelmente você ainda está se perguntando quais sinais indicam que você está tendo uma noite mal dormida. 

Por isso, separei para você alguns sintomas que você precisa identificar. Veja só:

  • Precisa de mais de um despertador para acordar;
  • Tem dificuldade de sair da cama pela manhã;
  • Sente-se mais lento durante à tarde;
  • Fica sonolento em reuniões, palestras ou salas quentes;
  • Fica com sono após refeições pesadas ou ao dirigir;
  • Adormece enquanto assiste televisão.

Há outros sintomas, mas se você apresentar a maioria desses seria interessante você identificar…

5) O que provoca uma noite mal dormida?

Existem algumas situações que provocam uma noite mal dormida se forem realizadas frequentemente, como por exemplo:

  • Dormir muito tarde;
  • Beber muito café durante o dia; 
  • Comer alimentos estimulantes antes de dormir;
  • Assistir muita televisão antes de dormir;
  • Usar o celular na cama, quando está prestes a dormir.

Esses hábitos podem prejudicar a qualidade do seu sono, por isso veja agora…

6) O que fazer para melhorar a qualidade do sono?

O que fazer para melhorar a qualidade do sono?

Por fim, vou te mostrar algumas dicas para você melhorar a qualidade do seu sono. 

  • Ir para a cama somente na hora de dormir (e não ficar mexendo no celular na cama);
  • Programar o mesmo horário para ir dormir todos os dias;
  • Se possível, ter um ambiente escuro, limpo, sem ruídos e confortável para dormir;
  • Não beber café, bebidas alcoólicas e refrigerantes antes de dormir;
  • Esquece o botão “soneca” do despertador do celular;
  • Faça exercícios físicos durante o dia;
  • Tente não tirar longos cochilos durante o dia;
  • Tome um banho quente antes de dormir;
  • Leia um livro ou escute uma música antes de deitar na cama. 

Conclusão

No artigo de hoje, te mostrei uma visão ampla sobre o que significa ter uma noite mal dormida e o que você precisa fazer para melhorar a qualidade do seu sono. 

Te mostrei, com base em dados, por que você precisa se preocupar com suas horas de sono, o que provoca e quais são os sinais de uma noite mal dormida. 

Agora é com você. 

Me conta nos comentários se esse artigo te ajudou e o que você pretende fazer a partir de hoje para melhorar as suas noites de sono. 

saude-preventiva

Importância da saúde preventiva na sua vida profissional

“Saúde”! Uma palavra. Várias conotações.

Seja na hora em que alguém dá simples espirro, na hora entre um brinde entre amigos…

É o que desejamos, o que celebramos e o que buscamos sempre. Além disso, a saúde é o nosso bem maior e por isso é essencial que cuidemos dela.

E não somente na hora que algo grave já aconteceu, mas o ideal é cada vez mais tomar atitudes de precaução para garantir o bem-estar.

Dessa forma é possível evitar sequelas físicas, como dores, desconfortos e outras enfermidades que piorem nosso estilo de vida.

Aí entra a importância da saúde preventiva.

 

Saúde preventiva: o que é

saude-preventiva

 

“Melhor prevenir do que remediar” – quem nunca ouviu essa frase? Pois ela está certíssima. É muito melhor se preparar para algo do que sofrer depois.

Ainda mais quando se trata de saúde. A saúde preventiva tem função de se resguardar de doenças antes delas aparecerem ao invés de tratar os sintomas e consequências.

E a medicina preventiva é ir ao médico fazer um check-up, é observar os sinais que seu corpo dá e tomar alguma atitude em relação a isso a tempo.

Algumas áreas da medicina se especializam na área preventiva, tais como fisioterapeutas, nutricionistas e até mesmo enfermeiros.

Estar acompanhando desses profissionais de saúde é o melhor jeito de se cuidar e precaver questões mais sérias. Afinal, você não quer sofrer à toa. Veja como a falta de cuidado pode prejudicar sua vida.

 

Como a saúde preventiva me afeta?

saude-preventiva-profissional

 

Convenhamos que com uma saúde prejudicada não fazemos muita coisa.

Podemos ficar fracos, cansados, nauseados, com dores de diversos tipos, entre outras aflições.

Essas, que inclusive certamente afetará como vivenciamos o dia, complicando até as ações mais básicas de nossa rotina.

E profissionalmente, isso pode acarretar em perda de foco, resultando em uma queda brusca em sua produtividade.

Por isso a importância de tomar certos cuidados para prevenção de doenças e melhorar a qualidade de vida.

 

Confira nossas dicas logo abaixo de como cuidar da sua saúde.

 

Como se cuidar

É importante adquirir e manter cuidados ao longo da vida, sempre pensando em consultas de rotina e exames preventivos,  e buscando especialidade médica, que darão o diagnóstico precoce.

Pense no quão melhor você ficará se você evitar fatores de risco e se prevenir adequadamente.

 

Boa alimentação

A alimentação saudável é importante para evitar sintomas que possam resultar em doenças mais complicadas.

É recomendado consumir produtos mais naturais, como: frutas, legumes e verduras. E evitar alimentos industrializados em excesso.

 

Prática de exercícios físicos

Um corpo ativo é capaz de aguentar mais coisas do que um sedentário, claro. 

Além de ser comprovado que reduz o estresse, a depressão e a ansiedade.

Logo, podemos ver a importância de praticar atividades físicas pelo menos 30 minutos por dia, cinco dias por semana.

 

Ademais dos cuidados que você pode aderir e manter sozinho, há um dica essencial para você cuidar da sua saúde de forma efetiva, pois mesmo com os cuidados individuais, é preciso buscar apoio em profissionais qualificados para cuidar do seu bem-estar.

Assim, torna-se essencial pensar em um plano de saúde.

 

Investir em um plano de saúde empresarial: 

Sim, essa parte não poderia faltar! 

Quer uma precaução melhor do que garantir um tratamento médico-hospitalar para você e para quem você mais ama?

Não deixe-os dependerem do sistema de saúde pública para suas necessidades. Invista no setor privado para o melhor atendimento.

Você, empresário autônomo, ou trabalhador com família para cuidar, pense na garantia que você poderá ter com um plano de saúde empresarial.

Pense e aja agora, não depois. Faça uma cotação e fale com um de nossos corretores a respeito.

 

atitude-empreendedora

Por que ter uma atitude empreendedora hoje em dia?

atitude-empreendedora

 

Você já deve ter ouvido de alguns de seus conhecidos, amigos e até familiares que mudaram de vida com uma atitude empreendedora.

Sim, muitas pessoas aderiram a um sistema de trabalho fora daquele padrão de horários, subordinação e demandas externas.

Inclusive, cerca de 52 milhões de brasileiros estavam envolvidos em alguma atividade empreendedora no ano de 2018.

Isso é importante, pois mostra que o brasileiro está disposto a tentar alternativas para sua fonte de renda.

Mas não pense que empreender é tão simples. Toda pessoa empreendedora precisa enfrentar diversos desafios.

Continue a leitura e saiba mais.

O que é empreendedorismo 

Empreendedorismo é o ato de introduzir um novo método, um novo produto ou um novo projeto que contribua positivamente para a sociedade. 

Ele anda de mãos dadas com a inovação. Uma característica imprescindível a um empreendedor. 

É ter uma linha de pensamento otimista que acredita que suas ideias podem dar certo para si e para outros.

 

O que é ter uma atitude empreendedora

 

Empreender, de maneira mais direta, é ter uma conduta dinâmica. 

É ser capaz de criar e solucionar questões que parecem óbvias após criadas, mas que ninguém antes imaginaria.  

Outra característica é ter paixão por aprender coisas novas, ser pioneiro de ideias e produtos, sempre pensar o melhor, e o sonho é apenas o combustível para grandes coisas

Um empreendedor sai do campo de ideias para o plano de ações. 

É fundamental buscar ser criativo, e claro, ser engenhoso na hora de botar a mão na massa.

 

Como começar seu empreendimento

Ao iniciar sua jornada, você tem que imaginar que ser empreendedor é como investigar um território desconhecido, com apenas uma mapa antigo.

Você tem o básico para continuar, mas ainda há muito chão a se explorar.

Todo mundo pode começar, sem necessidade de ter um diploma, experiência não havendo restrição de idade, gênero ou condição financeira.

O que você deve focar é entender o mercado de trabalho e definir o modo que você vende

Você deve considerar todas as fases da criação de um negócio e não apressar ou pular nenhum.

A maioria da economia é feita de negócios pragmáticos. Ou seja, aqueles mais comuns e utilizados por todos e que estão mais focados em lucrar do que fornecer aspectos de valor.

Se você quer fazer algo diferente,  deve tomar decisões:

Defina seu negócio

O primeiro passo é ver o que você tem como vantagem e como fazer proveito disso.

Se você é bom em cozinhar, por exemplo, talvez seja viável investir em uma receita diferenciada, com ingredientes exclusivos.

Monte uma equipe

Mesmo se esforçando, você não vai dar conta de tudo sozinho. Por isso é importante escolher pessoas qualificadas para te ajudar.

Avalie quais setores são importantes para você e que faça sentido no seu negócio. 

 

Tenha um propósito maior

É algo importante não apenas automatizar suas ações, mas também fazer o que gosta. 

Um negócio que tem uma motivação sentimental por trás tem mais chance de dar certo.

Lembre-se por que decidiu começar e continue seguindo com sede de trabalhar com paixão pelo o que faz.

Feito isso, você pode dar início ao seu negócio.

 

Os obstáculos do empreendedor e como enfrentá-los

 

Empreender pode causar uma reviravolta na sua vida, pois é preciso lidar com algumas dificuldades. 

Podem ser questões pessoais, como: investimento inicial, abrir mão da rotina e o gerenciamento de lazer.

Aí só você pode ver como vai poder melhorar seus hábitos.

Ou podem ser profissionais, e você precisa estar preparado.

Veja abaixo:

 

Questões financeiras

Empreendedores têm que lidar com altos tributos e taxação de impostos. 

O ideal é contratar um serviço de contabilidade confiável a fim de administrar seu dinheiro da melhor forma.

Concorrência

Se posicionar no mercado pode ser um desafio, dependendo do ramo escolhido.

É preciso observar pessoas e empresas da mesma área e para garantir seus status, o ideal é achar seu diferencial.

Esse ponto deve garantir que seu produto ou ideia agregue valor a quem vai consumi-lo.

Geração e retenção de clientes

Ok. Você tem a ideia ou produto, conseguiu entrar no mercado.

Mas isso não basta. Você precisa ganhar destaque! E a melhor maneira é implementar uma estratégia de marketing.

Assim é possível divulgar tanto offline como online, através de mídias sociais e sites com artigos de blogs e então atrair atenção para si e o que você quer vender.

Afinal, sem isso, como você vai ser visto?

Às vezes o estresse pode aumentar, mas saiba que com um bom plano de negócios, é possível dar conta de tudo.

 

Vantagens de uma prática empreendedora

Ao arriscar entrar nesse mundo de ação empreendedora, você tem certos benefícios, tais como:

 

Flexibilidade

Você gerencia seu tempo, podendo controlar seus horários. Assim como onde trabalha, podendo ser em casa, no escritório ou onde preferir.

 

Salário 

Diferente de receber a mesma quantia todo mês e ainda ser administrado por terceiros, ao empreender, você controla quanto seu pagamento será de acordo com sua produtividade e sucesso de seu negócio.

 

Liberdade

Você não precisa estar sempre trabalhando. Se preferir, pode aumentar seu tempo livre, investindo em tempo com família e amigos, por exemplo.

 

Como empreender pode mudar sua vida

 

Tomar uma atitude empreendedora na sua vida é sair da sua zona de conforto e correr riscos para experimentar algo novo.

Através de uma atitude empreendedora, é possível desenvolver e aprimorar suas habilidades de negócios, como no setor de vendas, por exemplo.

Imagine ser dono do seu próprio negócio e seu próprio chefe?

Recorrer ao empreendedorismo pode significar uma oportunidade de ganhar dinheiro fazendo algo inovador.

Além de mudanças comportamentais, como o aumento da auto estima e produtividade, assim como sua confiança, atingindo até os próprios círculos sociais e melhorando-os.

Isso irá levá-lo a várias oportunidades de crescimento profissional e profissional.

 

Vai dizer que você não se interessou?

Ah! E se você já passou ou está passando por uma experiência assim, que tal comentar algumas dicas para iniciantes?

 

indicadores-de-desempenho-de-rh

Principais Indicadores de desempenho de RH

Para uma empresa funcionar adequadamente, é preciso estabelecer um planejamento com estratégias que levem a bons resultados. De tal forma que, é necessário acompanhar diferentes indicadores de performance.

E após isso, é necessário analisar o que está dando certo ou não. 

Os indicadores de desempenho têm o propósito de descrever a situação atual da empresa e oferecer condições para uma análise completa.

Só que, como saber quais utilizar para o setor de recursos humanos? Bom, primeiro vamos ao seu conceito.

 

O que são indicadores de desempenho?

indicadores-de-desempenho-de-rh

 

São dados utilizados para medir os resultados de um processo empresarial.

Funcionam como um guia para a empresa e dão ao RH um direcionamento para condutas que meçam a efetividade dos colaboradores da empresa.

Essenciais se você pretende a melhor retenção de talentos.

 

Importância dos indicadores

Com a constante evolução tecnológica, as empresas precisam se esforçar mais para manterem um padrão elevado de qualidade.

Dessa forma, observar, experimentar e analisar esses indicadores pode ser considerado um grande diferencial competitivo.

Do mesmo modo, os indicadores são uma forma de gestores examinarem o ambiente de trabalho e planejarem ações futuras para melhorias no sistema.

Em síntese, eles comprovam a otimização dos processos, redução das despesas e o aumento da produtividade.

Além disso, auxiliam os profissionais de RH a tomarem decisões que direcionem a empresa para o melhor caminho, sendo então imprescindível para ver e entender os resultados obtidos.

Certo. Você entendeu o valor na prática. Agora você pode estar se perguntando, como faço para selecionar os principais indicadores?

Confira abaixo o primeiro passo.

 

O que fazer na hora de escolher os indicadores

Mesmo optando por aplicar esses indicadores, muitas empresas não conseguem o efeito esperado. 

Uma vez que, para ter sucesso, é fundamental haver um alinhamento correto, uma relação equilibrada entre os índices, não apenas por quantidade ou relevância, como também por uma alteração a novas métricas que podem melhorar os resultados internos. 

Por isso, é recomendável estudar os indicadores e conhecer cada um para saber qual faz mais sentido para sua empresa.

Antes de escolher, confira a seguir os índices mais utilizados.

 

Principais indicadores de Recursos Humanos

Taxa de absenteísmo:

 

Possibilita medir faltas e atrasos de funcionários, ou até as horas trabalhadas.

Se for alto, quer dizer que o trabalhador pode estar desinteressado, o que afeta diretamente em sua produtividade.

Ele pode ser medido após um período de tempo, sendo semanalmente ou mensalmente.

 

Taxa de aprendizado

É possível avaliar se os funcionários estão “pegando o ritmo” ou não da empresa.

É possível não somente verificar se eles estão cientes dos procedimentos internos, como também aprendendo o conteúdo que está sendo dado.

Uma forma de medir é realizando avaliações periódicas e comparando resultados.

 

Índice de rotatividade

Também conhecido como turnover, esse indicador mostra a quantidade de funcionários que entram e saem da empresa em um determinado período.

É importante verificar, pois mostra se há falhas no processo de recrutamento, nos programas de treinamento e nível de satisfação dos funcionários.

É possível medir através dos seguintes cálculos.

 

Turnover geral:

 

admissões + demissões =        x = y

                                              2    

 

                   y 

____________________ . 100 

nº total de funcionários

 

Ex:  4+2 =       3 = 0,06. 100 = 6%

         2            50

 

Se a porcentagem for maior que 5%, isso pode ser um problema, sendo necessário investigar questões como o processo de recrutamento e assim pôr em prática ações efetivas para reverter a situação.

 

Turnover de admissão:

 

TA = Desligamentos de profissionais com menos de 6 meses na empresa  .100

               Total de colaboradores

 

Ex: 10 = 0,2 . 100 = 20%

      50

 

Turnover de demissão:

 

TD = Total de desligamentos mensais . 100 

         Total de colaboradores

 

Ex:  4 = 0,08 . 100 = 8%

      50

 

Nível de Produtividade

Esse indicador avalia se o funcionário está trabalhando de maneira eficaz, o que envolve seu estado emocional, se ele está motivado. 

 

Por exemplo, alguns fatores a se analisar são se as tarefas estão sendo distribuídas corretamente, se há alguma dificuldade em adaptação e se as metas foram bem planejadas.

 

Ele também pode ser calculado, através da fórmula:

 

Produtividade (%) = Produtos ou serviços gerados

                                     Recursos utilizados 

 

Ex: Uma empresa produz 10 caixas por dia  e tem 5 funcionários. 

10 =  2 

 5

 

Logo, o nível de produtividade é de 2 caixas por funcionário.

 

Reclamações trabalhistas

O colaborador é vital para a estabilidade de uma empresa. Por isso esse é um tópico muito importante a se avaliar.

Esse indicador aponta as condições de trabalho, se estão boas ou ruins, e se os gestores estão mantendo a integridade de seus funcionários. 

É importante implementar uma cultura de feedback, a fim de realmente entender o que está acontecendo.

Uma vez que, uma empresa com diversas reclamações perde credibilidade, como resultado, causa prejuízo a todos.

Por isso é necessário a empresa ter uma responsabilidade social dentro do ambiente de trabalho.

 

ROI dos treinamentos

Do inglês, Return On Investment, que significa Retorno Sobre Investimento. Esse índice mostra se as ações de preparação e capacitação de pessoas estão trazendo benefícios.

O investimento em treinamento é importante cada vez que se realiza uma oficina, prova ou qualquer outro tipo de treinamento.

Ou seja, serve para avaliar se o que está sendo feito está dando certo ou não.

Não há um padrão para indicar se o ROI está bom ou ruim. Assim sendo, isso depende do funcionamento de cada setor/empresa.

Ele é calculado da seguinte forma:

 

ROI (%) = (Ganho obtido – Investimento Inicial)  . 100

                           Investimento Inicial

 

Satisfação dos funcionários

É importante verificar se a equipe está feliz no ambiente do trabalho, pois se estão, são funcionários produtivos.

Tanto quanto, é preciso prestar atenção se o funcionário está lidando com alguma situação ruim, como o estresse. Evitar o esgotamento é um dos objetivos a se cumprir, pois seu impacto na empresa é significante.

Portanto, há uma dificuldade, pois satisfação é algo intangível. Ou seja, não há uma fórmula exata para isso.

Porém, tem como implementar alguns métodos de avaliação. Como por exemplo, em forma de questionário.

O mesmo pode ser com questões objetivas, como uma escala de satisfação de níveis de 1 a 10, podendo variar em escala crescente ou decrescente.

 

Ex: “De 1 a 10 qual seria a chance de você recomendar a empresa a terceiros?” 

 

E complementando com questões discursivas. 

 

Ex: “Explique o motivo da nota”.

 

Ou, se quiser ser ainda mais direto, através do NPS (Net Promoter Score).  Sobretudo, é utilizado para medir o nível de satisfação de clientes, mas também pode ser usado para funcionários.

O método consiste em uma pergunta específica: “Em uma escala de 0 a 10, sendo 0 o menor e pior valor, o quanto recomendaria nossa empresa como local de trabalho para um amigo ou familiar?”

As notas definem o tipo de funcionário, que são avaliados como:

 

0 a 6: detratores da empresa = aqueles que têm uma visão negativa da empresa e não estão satisfeitos com o ambiente de trabalho.

7 ou 8: neutros = aqueles indiferentes em relação a empresa.

9 ou 10: promotores da empresa = aqueles que são leais e estão satisfeitos com o ambiente de trabalho.

 

E para isso, há uma conta específica, que consiste em:

 

% CLIENTES PROMOTORES – % CLIENTES DETRATORES = %NPS

 

Ex: Uma empresa de 90 funcionários, 22 deram notas 9 ou 10 e 5 deram notas 0 a 6. Substituindo, ficaria.

 

22 – 5 = 17% 

 

O resultado varia de -100 a 100, sendo o ideal a partir de 75%. 

 

Assim sendo, o exemplo acima é uma porcentagem abaixo do ideal.

Como aplicar os indicadores de desempenho

Os principais executivos da empresa devem se reunir para definir as prioridades a serem implementadas ou reajustadas.

 

O departamento de RH irá avaliar essas informações e determinará quais indicadores de desempenho trarão retorno relevante.

 

Conclusão

Você viu o que são, como funcionam e o que fazer para escolher os melhores avaliadores.

Para a gestão de pessoas, é sempre importante saber as melhores escolhas ao administrar um negócio e manter a mentalidade de aperfeiçoamento sempre.

Agora você está preparado para aplicar os indicadores de desempenho indispensáveis para uma empresa. 

 

Lembrou de mais algum? Deixe sua resposta nos comentários!