financas-pessoais

Finanças Pessoais: por que você deve cuidar das suas

financas-pessoais

Vivemos em um mundo muito consumista. Ainda mais com a renovação de recursos tecnológicos, fica difícil não pensar sempre no que devemos consumir e como consumir mais rápido.

Por esse motivo, muitas pessoas ainda agem por impulso, não pensando então nas consequências de se gastar de forma desenfreada e acabam por sofrer emocionalmente, e claro, financeiramente.

Por isso, é muito importante entender o conceito de finanças e como gastar de forma responsável.

Além de ter uma relação saudável com o dinheiro, ou seja, dar um propósito ao seu consumo.

Logo abaixo, vamos te explicar a importância de cuidar de seu dinheiro para assim poder viver uma vida melhor.

Finanças pessoais no dia-a-dia

Manter sua casa, comprar comida, transporte… Esses são alguns gastos ao longo da vida. Ou seja, tudo que você tem e faz tem um preço.

Há coisas que precisamos de fato comprar para podermos viver e sobreviver, enquanto há outras que compramos por pura emoção.

Deve-se ter um cuidado com nosso dinheiro, afinal, trabalhamos muito para ganhá-lo, certo?

Por isso, ao tratar de finanças, devemos ter conhecimento do quanto ganhamos e como conciliar os gastos de nosso lazer com nossas obrigações.

Ao estar alerta disso, você pode seguir no caminho de um consumo mais responsável.

Continue a leitura e veja como algumas atitudes podem mudar sua relação com o dinheiro.

Consumo consciente

Quando se fala de consumo consciente, podemos olhar de das formas. Uma da maneira sustentável e outra sob perspectiva econômica.

E como o assunto é finanças pessoais, o consumo consciente trata-se de refletir sobre suas ações antes ou até no momento da compra.

Ou seja, é se perguntar: “eu preciso disso?” ou “eu quero isso?”

Realizando algumas perguntas e pensando mais antes de agir, mudará sua forma de gastar para melhor.

Com o pensamento e atitude certos, você consegue ter mais clareza e estará pronto para tomar melhores decisões.

Como planejar suas finanças pessoais

Organização é a palavra-chave se você pretende administrar bem suas finanças.

O primeiro passo a ser dado em direção à organização é o planejamento. Você precisa definir bem onde seu dinheiro está indo e avaliar se está sendo utilizado da melhor maneira.

Em seguida, estão algumas dicas de como planejar suas finanças pessoais.

Defina objetivos

É importante definir o que você quer para sua vida. Se você planeja se mudar, ou se pensa em comprar um carro…

Seja como for, é preciso estabelecer objetivos, que podem ser de curto, médio ou longo prazo.

Assim que definidos, é necessário criar metas que lhe ajudarão a atingir esses objetivos. Lembrando que, as metas e objetivos devem ser realistas e de acordo com a sua realidade.

Por exemplo, se sua renda mensal não for tão alta, não se pode querer comprar uma casa em um curto período de tempo, certo?

Faça um orçamento

Com seus objetivos traçados, fica mais fácil de realizar um orçamento mensal, por exemplo.

Nele, você calculará o quanto e com o que está gastando, podendo assim fazer escolhas das compras mais necessárias.

Gaste menos do que ganha

Se você quer sair por cima, você tem que colocar uma coisa em mente: economizar dinheiro.

Não adianta realizar o passo a passo acima e gastar em excesso. Se você pretende ter o suficiente para viver bem e poder contar com algo extra em alguma emergência, não gaste muito!

Importância de um planejamento financeiro

É preciso ser organizado e cuidadoso com seus gastos. Pode parecer uma tarefa difícil, mas com disciplina, fica muito mais fácil.

A falta de organização e de manutenção do orçamento das suas receitas e dos seus gastos leva a uma situação de descontrole nas finanças pessoais.

Por isso, é preciso saber administrar corretamente seu dinheiro. Com certeza, há muitas vantagens.

Por exemplo, uma sensação de segurança e bem-estar, assim como um grau de satisfação maior pela vida.

Como visto acima, o planejamento é o primeiro passo para cuidar bem de seu patrimônio.

Realizar um planejamento financeiro traz conhecimento acerca de nossa vida, nos faz refletir sobre nossos objetivos, e nos faz pensar em deixar algo para o futuro.

Conclusão

É importante planejar nossos gastos para que se possa ter a vida que foi planejada, sem necessidade de estresses ou inconveniências frequentes.

Com uma organização estabelecida em seus gastos, você saberá com que o que está gastando e no que pode futuramente gastar.

Assim, ao decidir por exemplo, em sair para um restaurante, ou até mesmo viajar, você se sentirá seguro, pois sabe que seu dinheiro está sendo bem controlado e então você poderá usufruir desses pequenos prazeres da vida de forma segura e tranquila.

Se gostou desse conteúdo, confira aqui mais dicas de como manter seu controle financeiro.

plano-de-saude-para-empresas

Plano de saúde para empresas: o que é e como funciona

plano-de-saude-para-empresas

Saúde é o bem maior que podemos ter. Não apenas individualmente, mas coletivamente também.

Por isso, muitas empresas têm investido em planos de saúde coletivos.

Comumente, esse tipo de plano é conhecido por ser um convênio médico destinado aos funcionários da empresa.

Existindo assim, duas modalidades: coletivo por adesão e coletivo empresarial. Aqui vamos explicar sobre ambos, mas com foco no plano de saúde para empresas.

Mas não pense que essa modalidade não serve para você, empresário. Confira logo abaixo e entenda melhor.

Plano de saúde coletivo empresarial x Por adesão

O plano de saúde coletivo é dividido em duas categorias: por adesão e para empresas.

O plano coletivo é aquele que deve ser contratado por pessoas jurídicas. Ou seja, para aderir ao plano, é preciso possuir CNPJ ativo.

Ambos podem parecer se tratar da mesma coisa, mas a diferença está na relação do beneficiário com a pessoa jurídica.

O plano coletivo por adesão, os beneficiários estão vinculados às pessoas jurídicas de caráter profissional, classista ou setorial.

Já no plano coletivo empresarial, os beneficiário estão vinculados à pessoa jurídica contratante por relação empregatícia ou estatutária;

Além disso, vamos te mostrar que o plano de saúde empresarial não é apenas voltados para grandes empresas, mas também para as médias e pequenas, como no caso de microempreendedores.

Como funciona o plano de saúde para empresas

Esse tipo de plano tem como objetivo fornecer saúde de qualidade para funcionários e colaboradores de determinada empresa, estendendo-se aos dependentes dos mesmos.

Estes podendo ser de 1º grau, como pais e filhos, 2º grau, como avós e netos e 3º grau, bisavós e bisnetos. Há a possibilidade de incluir cônjuges, sobrinhos, primos e outros familiares, tudo depende da operadora de plano de saúde escolhida.

Vale lembrar que, não apenas empresas, mas também empresários como MEI e seus dependentes podem usufruir desse plano.

Assim, você, pessoa física, pode aderir a esse plano e ainda por cima, incluir sua família

Para isso, há algumas regras. É preciso possuir CNPJ ativo, e além disso, que entre no mínimo 2 vidas na apólice. Em algumas operadoras, exigem no mínimo 3.

Quais coberturas são oferecidas?

Quando falamos de cobertura em plano de saúde, é o conjunto de procedimentos incluídos sem pagamentos adicionais.

As coberturas podem abranger:

Consultas
Exames
Internações
Cirurgias
Partos
Tratamentos (quimioterapia, hemodiálise…)

Planos diferentes têm coberturas diferentes. Vejamos abaixo.

Quais são os tipos de plano?

Cada tipo de plano conta com um tipo de assistência médica.

Plano Completo

Como o nome diz, é aquele que engloba mais serviços, unindo os tipos de plano mais específicos.

Nele é possível usufruir de consultas, exames de laboratório e imagem, internações hospitalares, cirurgias e serviços de obstetrícia. Assim como atendimentos de emergência.

Plano Hospitalar

É aquele que garante todos os procedimentos realizados dentro do ambiente hospitalar, com direito a internação sem limite de tempo.

Plano Ambulatorial

Uma versão mais restrita do plano completo, possibilita consulta em clínicas e internações de até 12 horas e alguns tratamentos como a quimioterapia.

Plano Hospitalar Obstétrico

Conta com a cobertura do plano hospitalar, mais os serviços de obstetrícia, incluindo o pré-natal, parto e pós-parto.

Também inclui cuidados ao recém-nascido. Porém, até 1 mês após o nascimento.

Plano Odontológico

Esse plano geralmente é feito à parte e envolve atendimento em consultório, emergências, exames e até procedimentos cirúrgicos.

Sabendo sobre cada tipo, fica mais fácil ao escolher o melhor para suas necessidades e seu bem-estar.

Como funciona a carência para plano de saúde para empresas?

Existem dois casos. Um quando  empresa possui até 30 funcionários, e o outro quando a mesma possui mais de 30.

Para planos com menos de 30 vidas, os prazos de carência são aqueles estabelecidos pela Agência Nacional de Saúde (ANS). Sendo então:

Para urgência e emergência: 24 horas
Consultas simples: 30 dias
Para internações, cirurgias e procedimentos de alta complexidade: 180 dias
Para partos (não incluindo os partos prematuros ou de risco): 300 dias

Já para planos com a partir de 30 vidas, não cumprem carência, mesmo com doença ou lesão preexistente.

Cobrança do Plano de saúde para empresas

Geralmente a forma de cobrança entre empresa e funcionários ocorre por meio de coparticipação, uma opção para quem não utiliza o plano com tanta frequência.

Dessa forma,  a empresa arca com os custos principais e cada funcionário paga uma taxa dos procedimentos que foram utilizados.

Reajuste do Plano de Saúde Empresarial

Para planos de até 30 vidas, o reajuste é feito no aniversário da assinatura do contrato do plano, ou seja, anualmente.

Assim como de acordo com o índice de sinistralidade, que é a frequência com o que o plano foi utilizado.

Já planos acima de 30 vidas, as empresas têm a opção de negociação direto com  operadora de saúde.

Conclusão

Aqui mostramos o que caracteriza um plano de saúde para empresas e seu funcionamento.

Se você gostou desse conteúdo, irá se interessar nesse também, onde mostramos as principais vantagens da contratação do plano de saúde.

 

 

 

 

 

 

 

plano-de-saude-para-mei

Plano de saúde para MEI: devo fazer?

plano-de-saude-para-mei

Seja você microempreendedor, ou considerando ser um, você deve se perguntar se certos investimentos valem a pena. 

Você pode pensar que algumas coisas significam apenas custos, uma delas sendo a contratação de um plano de saúde.

Vamos te mostrar que não é bem assim. Afinal, você concorda que sua saúde é seu bem maior, certo?

E que maneira melhor de garanti-la do que fazendo um plano de saúde?

Primeiramente, temos que lhe explicar alguns conceitos antes de tomar essa decisão. Então, vamos lá!

 

MEI: ser ou não ser – eis a questão

Como visto acima, você pode ou não ser um microempreendedor. Se você já é, é o primeiro passo para pensar em um plano de saúde empresarial. Se não, lhe mostraremos o porquê de considerar se tornar um.

Como MEI, você garante sua autonomia em seus negócios. Certamente uma vantagem em relação ao sistema tradicional de trabalho, em que é necessário cumprir horários e outras regras pré-determinadas.

Portanto, ao tornar-se microempreendedor, você controla a forma que irá vender sua ideia e/ou produto. Quem manda é você!

Formalize-se já e faça seu cadastro aqui.

E para você que já faz parte desse time, veja o que você precisa saber para ter um plano de saúde para MEI.

 

Plano de Saúde x Plano de Saúde Empresarial

Ao se informar sobre plano de saúde, especialmente para MEI, é preciso saber que há duas modalidades: plano de saúde e plano de saúde empresarial.

Um voltado para pessoa física e o outro para pessoa jurídica, respectivamente. 

Para o microempreendedor individual, é recomendado que plano de saúde seja empresarial, pois a pessoa irá usar seu CNPJ para prosseguir com a contratação.

Sem falar na vantagem para seu bolso, já que o plano de saúde por CNPJ conta com até 40% de desconto em relação ao plano de saúde comum.

Porém, é necessário prestar atenção à condição de seu CNPJ. O mesmo precisa estar ativo há pelo menos 6 meses para a contratação do plano de saúde empresarial.

Com o CNPJ ativo nesse período, é possível continuar normalmente.

 

Vantagens do Plano de Saúde para MEI

Vimos acima uma das principais vantagens do plano de saúde empresarial. Seu preço. 

Pois saiba que, além disso, essa modalidade de plano reduz ou até isenta o pagamento de taxas de impostos. 

Um exemplo, é o do imposto de renda. Ao declarar anualmente as despesas com o plano de saúde, as despesas com os pagamentos efetuados a fonoaudiólogos, terapeutas educacionais, hospitais, médicos, dentistas, psicólogos e fisioterapeutas, além de despesas com aparelhos e próteses ortopédicas e dentárias, exames laboratoriais e serviços radiológicos poderão ser deduzidas.

Isso porque, para pessoas jurídicas, as regras são diferentes do que para pessoas físicas.

Sem contar que o plano de saúde pode tomar conta não somente de você, mas também da sua família.

Conclusão

Um plano de saúde para MEI é imprescindível para quem se importa em cuidar da saúde e manter o bem-estar. Para que assim possa cuidar de seu negócio da forma mais efetiva e produtiva possível.

Caso tenha ficado alguma dúvida, não deixe de consultar com nossos corretores. Estamos aqui para lhe ajudar!

 

 

 

saude-corporativa

Plano de saúde para atração e retenção de talentos

Todos sabemos da importância de cuidarmos da saúde. E não somente um cuidado, ela é um direito de todo e qualquer cidadão.

Segundo a Constituição Federal de 1988, Artigo 196, ela é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.

Esse direito deve abranger o âmbito profissional. Uma das funções do profissional de RH é certificar que  a empresa está cumprindo esse papel, a fim de proporcionar a melhor experiência dentro do ambiente de trabalho.

 

Importância da saúde corporativa

saude-corporativa

 

É necessário focar na gestão de pessoas com ênfase na saúde da empresa. Não somente com ações curativas, mas também com ações preventivas.

Isso garante o bem-estar para a população integrada na força de trabalho, sendo muito importante, uma vez que eles são a base para o funcionamento contínuo da sociedade.

Por isso, é necessário que todos tenham acesso a ela.

Além de que o investimento em saúde e segurança do trabalho dão retorno.

A importância de uma boa gestão, que investe em saúde, com certeza contribuirá para a atração e retenção de talentos.

Ao longo do texto você verá o que o departamento de recursos humanos pode fazer para melhor todo o processo interno da empresa.

 

Vantagens para a empresa

Não pense que apenas o funcionários se beneficiarão com esses cuidados.

Os privilégios serão aproveitados tanto para o empregado, como para o empregador e claro, a área de recursos humanos.

Confira-os logo abaixo:

 

Aumento de produtividade

Um funcionário acolhido, é um funcionário mais motivado. 

A pessoa estando garantida de cuidados da saúde, com certeza conseguirá cumprir suas funções e trabalhará com maior produtividade e efetividade.

Trabalhando dessa forma,  o clima organizacional, ou seja, a percepção que o funcionário tem da empresa, ficará positivo e o colaborador sentirá satisfação no ambiente de trabalho.

 

Redução da taxa de absenteísmo

Um dos indicadores de desempenho de RH, o absenteísmo é quando há períodos de ausência por parte do trabalhador.

Com uma oferta de tratamento de qualidade, o funcionário utiliza desses serviços e consequentemente falta menos no trabalho, reduzindo então a taxa de absenteísmo.

 

Minimização de ações judiciais

Ninguém quer lidar com um clima desagradável no ambiente de trabalho. Especialmente entre empregado e empregador.

Com a garantia de cuidados de saúde, o funcionário se sentirá seguro de continuar com seu trabalho e todos ficarão satisfeitos.

 

O que o RH pode fazer para o a atração e retenção de talentos

 

Atenção à saúde e bem-estar devem começar dentro das corporações, através de iniciativas de conscientização de sua importância.

Empresas que possuem programas de promoção de saúde mostram comprometimento com o empregado.

É recomendado que o departamento de RH realize programas de treinamento e desenvolvimento, de acordo com a função de cada pessoa da empresa.

Por exemplo, o de prevenção de danos. Especialmente àqueles profissionais que são expostos à situações de riscos, como quem lida com produtos químicos, materiais radioativos, entre outros.

Dessa forma empresas podem garantir a segurança do trabalho.

Veja algumas dicas de ações preventivas para o departamento de RH fazer para a atração e retenção de talentos.

Cuidar do físico

Nosso corpo precisa de ter certos cuidados para funcionar bem. Aderir a um estilo de vida saudável é o primeiro passo.

 

O papel do recursos humanos é certificar que os funcionários estão cientes do que deve ser feito em prol da saúde.

 

Alguns exemplos incluem incentivos à alimentação saudável e prática de exercício físico. Educação preventiva para hipertensão, diabetes e até câncer.

 

Cuidar do psicológico

A  saúde mental também deve ser verificada, pois também afeta o modo que os funcionários trabalham.

 

Um fator preocupante é que apenas 18% das empresas se preocupam com a saúde mental.

 

Com certeza é algo a ser mudado, já que algumas pessoas podem ter tendências depressivas ou de ansiedade por questões genéticas ou por predisposições individuais.

 

Uma das causas da deterioração mental é o estresse. Esse sendo contínuo pode gerar sequelas maiores, algumas delas sendo falta de motivação, cansaço, dores de cabeça e até desenvolvimento de doenças crônicas.

 

Assim como outras medidas para a saúde da empresa, como o monitoramento periódico. Realizando então diagnósticos precoces, o que pode evitar doenças graves e até afastamento do funcionário.

Além disso, é essencial mostrar preocupação com a saúde dentro e fora do ambiente de trabalho, já que o empregado é o bem mais valioso em uma organização.

O que fazer durante o período de trabalho?

Há medidas que podem ser implementadas durante o expediente. Unindo-as com as ações acima, com certeza você terá bons resultados. Veja o que pode ser feito:

  • Incentivar funcionários a cumprir o horário de almoço completamente

  • Optar por não discutir e desencorajar se o funcionário chegar atrasado ou faltar devido a necessidades médicas como consultas ou em casos mais sérios, internação hospitalar

  • Se interessar e ter feedback de questões emocionais como o nível de estresse

  • Investimento em cadeiras ergonômicas

  • Alongamentos e mobilidade (especialmente para quem trabalha o dia todo sentado)

 

Esse dois últimos especialmente para quem trabalha o dia todo sentado.

 

Consultoria em plano de saúde: como ela pode ajudar a sua empresa 

Toda empresa precisa ter uma estrutura adequada para funcionar de forma apropriada e bem-sucedida.

O ambiente de trabalho demanda cumprir horários, estabelecer e concluir metas… Para tudo isso, é preciso preservar o bem-estar coletivo.

Lembre-se que é necessário que todos os gestores e colaboradores trabalhem com vontade e dedicação para que a empresa mantenha a atração e retenção de talentos equilibrada.

E que forma melhor do que buscando uma consultoria em plano de saúde?

 

Por que devo me responsabilizar?

Você pode estar se perguntando o porquê de se importar em solicitar um plano de saúde para uma empresa.

 

Existem diversos motivos, mas o mais simples é: você não quer enfrentar consequências graves futuramente.

Imagina você ter que lidar com funcionários adoecidos, desabilitados e impossibilitados de trabalhar? Como visto, isso certamente acarretaria em queda de desempenho e produtividade, e ninguém quer isso.

Além de questões judiciais que isso pode implicar, caso haja funcionários descontentes. É bom evitar problemas, certo? Logo, torna-se essencial zelar pela saúde alheia.

 

Como isso beneficia a empresa?

Um plano de saúde empresarial é como o efeito dominó. Uma primeira ação leva a resultados ligados entre si. 

Contratando-o, você previne doenças e sequelas mais graves e tem uma equipe encorajada. Ou seja, uma coisa leva a outra com consequências positivas.

Consultá-lo permite atendimentos médicos e exames preventivos, contribuindo para medidas contra os de riscos de saúde, assim como o  aprimoramento de gestão interna.

Essa é uma excelente forma de melhorar o desempenho de seus funcionários e o espaço de trabalho. Além de contribuir para a valorização e retenção dos colaboradores.

Ainda pensando se é uma boa opção? Não deixe de conferir as principais vantagens de um plano de saúde empresarial bem aqui.

Concluindo, o setor de recursos humanos deve se esforçar para manter a saúde da empresa, deixando o funcionário confortável e à vontade enquanto trabalha, para assim preservar a qualidade de vida de sua equipe. 

 

melhor-seguro-de-vida

Qual é o melhor Seguro de Vida para contratar?

São vários os benefícios de se contratar um seguro de vida. O principal sendo assegurar o melhor para você e sua família, tanto na vida quanto na morte.

 

Mesmo sabendo que se trata de algo vantajoso, pode haver dúvidas no quesito de contratação.

 

Por exemplo, qual cobertura devo escolher? O que é melhor para minha atual situação?

 

Para isso separamos algumas dicas de garantir o serviço de mais alta qualidade e que ainda não te deixe no prejuízo.

Como escolher o Seguro de Vida melhor para você?

,melhor-seguro-de-vida

Antes de mais nada, é necessário identificar quais são suas reais necessidades, de forma individual, e se houver, de forma coletiva.

Logo após, é recomendado realizar uma pesquisa sobre o mercado de seguros, e entender o que melhor se encaixa em seu perfil.

Assim sendo, separamos algumas dicas que podem te ajudar no momento de escolha.

 

Algumas regras básicas para escolher melhor

  • Avaliar seus hábitos do dia a dia, tal como se você é fumante ou se pratica ou não exercício físico

  • Se informar das seguradoras disponíveis, assim como:

  • Credibilidade

  • Anos de atuação no mercado

  • Nível de satisfação da clientela

  • Avaliar as coberturas disponibilizadas pelas seguradoras

  • Analisar questão de custo-benefício

  • Pensar se e quem serão os beneficiários do plano, assim como suas idades

  • Saber a assistência disponibilizada do plano

Aqui na Referência Seguros, trabalhamos com as seguradoras mais especializadas do país. Confira as melhores logo abaixo e aprenda um pouco mais.

Principais seguradoras

Icatu

A maior seguradora independente do Brasil em Vida, Previdência e Capitalização. Promove ações de responsabilidade social, nas áreas de saúde, educação, esporte e cultura.

 

Idade limite de contratação: 65 anos

Bradesco

Possui uma série de produtos capazes de proteger você e sua família em várias circunstâncias e em diversos segmentos, como Seguro Auto, Plano de Saúde, Dental, Capitalização, Seguros de Vida, Planos de Previdência Privada e Ramos Elementares (onde se inclui Seguro Residencial e todo o patrimônio que acumulamos tanto quanto pessoa física como jurídica, quando nos tornamos empreendedores).

 

Idade limite de contratação: 84 anos

Metlife

É a 3ª seguradora mais conceituada do país. Opera em quase 50 países, com mais de 48 mil funcionários, atendendo aproximadamente 100 milhões de clientes. Presente no Brasil desde 1999 e aqui se estabeleceu como referência em seguros de vida, previdência privada e planos odontológicos.

 

Idade limite de contratação: 70 anos

Prudential

A seguradora mais conceituada do país, porém, devido a isso, também a mais cara. Possui parceria com a Bradesco Seguros.

 

Idade limite de contratação: 70 anos

Mongeral Aegon

A MAG Seguros é uma empresa do Grupo Mongeral Aegon com quase 200 anos de atuação no Brasil com o melhor módulo de doenças graves, com valor justo.

 

Idade limite de contratação: 80 anos

Porto Seguro

É reconhecida como uma das maiores seguradoras do País, por sua atuação nos segmentos de Seguro Auto e Residência.

É mais barata, porém com mais pendências na contratação.

Idade limite de contratação: 70 anos

 

Como fazer um Seguro de Vida

Contratar um Seguro de vida é algo que requer atenção e consideração de diferentes tópicos.

Por exemplo, deve-se analisar os serviços de assistência que as empresas disponibilizam para acontecimentos de sinistros, como no caso de morte, seja natural ou acidental e casos de invalidez ou doenças.

Bem como avaliar a carência da apólice, os riscos excluídos, o valor do prêmio e abrangência geográfica das coberturas.

Com a finalidade para que se faça tudo da melhor forma, é recomendado consultar um corretor de seguros especializado, para que suas dúvidas sejam sanadas e seu bem estar esteja garantido.

cudar-da-saude-fisica

Por que você não deve deixar de cuidar da sua saúde

Todo mundo deveria pensar em cuidar da sua saúde e adquirir hábitos que fazem bem à mente e ao corpo. 

Devemos considerar que a nossa maior riqueza é a saúde. O que faz total sentido, considerando que sem ela, não podemos viver adequadamente, nos forçando a aceitar uma vivência cheia de problemas.

Inclusive, o brasileiro está desleixado e deixando sua saúde em risco. Algo preocupante se você pensa em viver bem.

Mas não há motivo para ficar desesperado. Com os cuidados certos, é possível ficar saudável e ter uma vida de qualidade.

Cuidar da saúde é bom para viver disposto e motivado no dia a dia, e para isso, é preciso ter cuidados para evitar doenças psicológicas, tanto quanto físicas, já que um está relacionado ao outro.

Por isso, resolvemos dividir os assuntos para ficar mais fácil de saber o que é necessário tomar conta de cada parte.

Confira logo abaixo algumas dicas de cuidados da saúde e não se esqueça de colocá-las em prática!

 

Como cuidar da sua saúde física

cudar-da-saude-fisica

 

Nosso corpo precisa estar bem e ser funcional. O foco não é a estética, mas sim uma boa saúde.

Para isso, é necessário tomar certas atitudes a fim de garantir seu desempenho.

 

Beba água

Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas ainda não têm o hábito de tomar água o suficiente. 

E nosso corpo libera água e sais minerais ao longo do dia, através do suor, por exemplo. Assim, devemos repor o que foi eliminado.

Os sintomas de desidratação podem acarretar em sintomas como enjoo, dores de cabeça e fadiga.

Por isso a importância de beber pelo menos 2 litros de água por dia para o corpo se manter hidratado.

 

Prática de exercícios físicos

Você pode escolher entre fazer caminhadas e ir à academia, ou até em ações relacionadas ao lazer, como jogar bola, praticar yoga ou dança.

É importante considerar questões como idade, peso e nível de disposição para realizar tais atividades físicas.

Você pode e deve procurar um acompanhamento médico com nutricionistas, endocrinologistas e cardiologistas, por exemplo.

Tudo depende do seu objetivo e da sua necessidade.

Lembre-se de manter seu corpo em movimento por pelo menos 30 minutos ao dia, 3 vezes por semana, pois o sedentarismo pode levar à inércia de certos órgãos, comprometendo a vida em si.

 

Alimentação saudável

É fundamental se importar com o que irá para o seu corpo. Sabe o ditado “Você é o que você”?

Pois é, ele revela muita coisa. Se uma pessoa não come adequadamente, ainda mais se for frequentemente, ela com certeza terá problemas no futuro.

Uma má alimentação pode gerar em sintomas e doenças cardiovasculares, como pressão arterial elevada e colesterol alto e consequentemente risco de infartos e doença crônica, como diabetes.

O ideal é consumir frutas, verduras, legumes, alimentos com altas taxas de fibras e proteínas e evitar produtos industrializados com alto índices de gordura saturadas, sacarose (o popular “açúcar”) e sódio. 

 

Como cuidar da sua saúde psicológica

cuidar-da-saude-mental

Sim, tão importante quanto as questões do corpo, as questões da mente devem ser acompanhadas e se necessário, tratadas.

Não se deve ignorar ou fazer pouco caso da saúde mental. Uma pesquisa mostra que muitos brasileiros têm transtornos mentais.

Isso é algo preocupante, pois para ter uma qualidade de vida alta, é essencial cuidar de nós mesmos, incluindo hábitos que nos fazem sentir felizes.

Veja o que você pode fazer para ajudar melhorar seu bem estar.

 

Tenha uma rotina

Para manter as coisas em ordem é preciso de uma ordem, certo? 

Tente organizar suas atividades obrigatórias com as de lazer para você tirar o maior proveito das duas e evitar o estresse desnecessário.

Separe um tempo para cumprir cada atividade planejada e siga seu itinerário pessoal.

 

Evite redes sociais

Claro que não estamos falando de evitá-las completamente. Mas sim, reservar seu tempo para outras atividades.

O uso excessivo de redes sociais nos faz perder um pouco a noção da realidade e por isso acreditamos em coisas que não são 100% verdade.

A constante comparação entre a vida pessoal com a vida digital está relacionada a sintomas de ansiedade e baixa auto-estima, por exemplo.

 

Sono regulado

Uma boa noite de sono nos faz sentir outra pessoa, não é mesmo? Acordamos com disposição, energia e até um pouco de otimismo.

O dia fica mais produtivo, o que dá uma sensação de realização.

Além disso, o sono fica ajustado, evitando aquelas sonecas e sensação de fadiga durante o dia e aumenta sua 

 

Pessoas valiosas

Além de se cuidar individualmente, é importante considerar estar cercado de pessoas que te fazem bem.

Pode ser sua família, seus amigos, namorado(a), noivo(a) e esposo ou esposa. Essas pessoas podem melhorar seu ânimo e te apoiar no que você precisa.

Por isso a importância de buscar ajuda. Você não precisa enfrentar tudo sozinho!

 

O que mais pode ser feito?

Você viu como cuidar da saúde mental e física. Mas apenas com medidas individuais e no máximo com a ajuda de pessoas próximas. 

Claro, isso já faz uma grande diferença. Porém, apenas isso não é possível dar conta de tudo.

Você já pensou em um cuidado mais especializado? Com ajuda de pessoas experientes e qualificadas?

Saiba que isso é possível através da contratação de um plano de saúde. Mas não só um plano de saúde comum, e sim o empresarial.

Você pode fazer uma cotação aqui mesmo no nosso site e conversar com nossos consultores para escolher o melhor para você.

 

Concluindo: cuidar da saúde só traz benefícios. Por isso, não há motivos para você não se cuidar, certo?

 

Quais as vantagens de ser MEI Descubra 10 benefícios

Quais as vantagens de ser MEI? Descubra 10 benefícios

Você sabe quais as vantagens de ser MEI? Antes de você decidir se quer ser inserido nesse regime é importante você entender quais são os benefícios.

E mesmo que você já faça parte dos microempreendedores regularizados, mas ainda não saiba quais são os seus direitos, continua comigo que nas próximas linhas vou te explicar tudo o que você precisa saber. 

Mas antes…

O que é MEI?

O Microempreendedor Individual (MEI) é uma pessoa que trabalha por conta própria e que se formalizou. 

Ele faz parte de um regime empresarial próprio incluso no Simples Nacional. 

Vou te explicar.

O Simples Nacional é um regime tributário facilitado e simplificado para micro e pequenas empresas. Ou seja, com menor arrecadação tributária. 

Ele foi criado com o objetivo de facilitar a regularização de trabalhadores autônomos e empreendedores individuais. 

Aqui no blogo nos temos um artigo que vai te ajudar a entender exatamente o que é MEI e como funciona. Depois confere lá!

10 vantagens de ser MEI

Agora que você já entendeu o que é MEI, você precisa saber quais são os benefícios de fazer parte desse regime. 

Vamos lá?

1) MEI paga poucos impostos

Vantagem de ser MEI paga poucos impostos

Uma das vantagens de ser MEI é que você efetua o pagamento de tributos em uma única guia mensal. 

Esse Documento de Arrecadação Simplificada do Microempreendedor Individual (DAS MEI) é obrigatório e deve ser pago em uma única guia com valor fixo mensal. 

Geralmente, ele deve ser quitado até o dia 20 de cada mês. No entanto, se essa data cair em um final de semana ou feriado a data de pagamento é transferida para o próximo dia útil. 

A guia do DAS é composta por até três tributos: o INSS (R$46,85), o ISS (R$ 5) e/ou o ICMS (R$ 1). 

Entretanto, o valor do boleto varia conforme cada atividade.

  • Serviço: R$57,25
  • Comércio e Serviço: R$58,25
  • Indústria e Comércio: R$53,25

Algo bom dessa taxa, é que ela é fixa. Isto é, você paga o mesmo valor no seu imposto todos os meses. 

Esse valor só é alterado apenas uma vez ao ano quando o salário-mínimo é reajustado.

Mas por que isso é uma vantagem?

Primeiro porque, normalmente, o grande empresário já paga impostos todo mês e no caso do microempreendedor esses impostos ficam bem mais baixos. 

Pois ele é isento de pagar o PIS, Cofins, IPI e CSLL. 

E segundo porque é através do pagamento do DAS MEI que você garante a aposentadoria. 

2) MEI tem direito a aposentadoria e garantias trabalhistas

Diferente do trabalhador informal, o MEI tem direito a aposentadoria, licença maternidade e por doença, assim como os padrões da CLT. 

A aposentadoria por idade por ser requerida após o tempo mínimo de contribuição de 180 meses, contados do primeiro pagamento do DAS MEI. 

  • As mulheres podem se aposentar aos 60 anos; 
  • Os homens aos 65 anos.

Além disso, segundo o Portal do Empreendedor, mesmo que o microempreendedor pare de contribuir por um tempo, as contribuições para aposentadoria nunca se perdem, ou seja, sempre serão consideradas para a aposentadoria.

Para ter acesso ao auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez o MEI deve ter contribuído, no mínimo, por 12 meses. 

No entanto, se houver um acidente ou o empresário sofrer alma doença que consta na lei (como o câncer), esse período de um ano é desconsiderado. 

Já para ter acesso à licença maternidade, a microempreendedora deve ter contribuído, no mínimo, por 10 meses. 

Além disso, o MEI tem direto ao auxílio-reclusão. Um benefício previdenciário aos dependentes do segurado de baixa renda. 

Ou seja, um pagamento para a família ou dependente legal do microempreendedor que cometeu alguma infração e foi preso.

Para ter acesso a esse benefício o MEI deve ter contribuído por 24 meses. 

3) MEI tem direito a pensão por morte

Outra vantagem de ser MEI é o direito de um benefício para os familiares em caso de morte do microempreendedor. 

Esse auxílio é válido somente a partir da data de falecimento e tem uma vigência de 4 meses a 20 anos, de acordo com o tempo de contribuição e idade do profissional.

4) MEI pode contratar um funcionário para o negócio

Isso mesmo. O MEI pode ter 1 funcionário contrato. As exigências são que esse colaborador receba um salário mínimo ou o piso salarial e as obrigações trabalhistas como INSS e FGTS.

5) MEI pode ter assessoria contábil gratuita por um ano

Vantagem de MEI pode ter assessoria contábil gratuita por um ano

Em parceria com a Federação Nacional dos Contadores (FENACON), o MEI tem direito a um ano de assessoria contábil gratuita. Basta apresentar a primeira Declaração Anual do Simples Nacional. O DASN – SIMEI é um relatório das receitas mensais obtidas durante um ano. 

6) MEI tem linhas de crédito específicas para o regime

Assim como as grandes empresas, o MEI têm acesso às linhas de créditos específicas em bancos para investir no seu negócio. 

Isso porque o MEI é uma empresa cadastrada juridicamente, com CNPJ e todos os dispositivos legais.

7) MEI pode emitir Nota Fiscal

A possibilidade de emitir uma nota fiscal (NFe) é umas das vantagens de ser MEI. Isso porque dá a segurança que o microempreendedor precisa para realizar transações com outras empresas e órgãos públicos. 

Para emitir a nota fiscal, você deve buscar autorização no SEFAZ do seu estado, possuir uma certificação digital e utilizar um sistema emissor de NFe. 

8) MEI pode cancelar o registro facilmente

Imagine comigo que sua empresa cresceu e você começa a faturar mais de R$ 81 mil por ano (teto limite para ser MEI). O que você deve fazer?

Simples: basta cancelar a sua inscrição na categoria através do Portal do Empreendedor, fazer a baixa do registro e preencher a Declaração Anual de Extinção.

Com o crescimento da sua empresa você passa a ser uma microempresa ou empresa de pequeno porte. 

9) MEI tem apoio técnico do SEBRAE

O Sebrae possui cursos e orientações gratuitas para microempreendedores aprenderem a negociar e obter preços e condições melhores de compra de mercadorias. Além de ajudar também a melhorar o prazo junto aos atacadistas e ampliar a margem de lucro. 

10) MEI pode ter Plano de Saúde Empresarial

Outra vantagem de ser MEI é que você pode contratar um Plano de Saúde Empresarial. Ele é mais em conta do que um plano de saúde individual e você ainda pode incluir dependentes. 

Segundo a Agência Nacional de Saúde (ANS), o plano de saúde empresarial para o MEI deve ser cerca de 35% a menos do que ele pagaria em plano individual.

Conclusão

Neste artigo de mostrei 10 vantagens de ser MEI, o que inclui a aposentadoria, linhas créditos especificas, pagar poucos impostos e facilidade para contratar um plano de saúde. 

Caso você tenha qualquer outra dúvida que não foi abordado aqui, deixe um comentário. A nossa equipe fará o possível para te responder.  

 

vantagens-kpi

KPIs: saiba as principais vantagens

Vimos que os KPIs, ou indicadores de desempenho, auxiliam na gestão empresarial. 

 

Através deles é possível obter informações valiosas, medir e avaliar o desempenho de processos internos e gerenciar de forma mais eficaz possível.

 

Com isso, capacitam as conquistas de metas e objetivos previamente definidos pela empresa. Assim como analisar as tarefas que foram usadas para realizá-las.

 

Com certeza apresentam muitas vantagens, pois ao invés da equipe seguir sem rumo, ela pode se basear em informações e números concretos.

Otimização de seu negócio

Com o planejamento correto, é possível definir objetivos, traçar metas e implementar um plano de ação.

 

Com esse caminho traçado, através dos KPIs é possível aprimorar a empresa como um todo. 

 

É possível analisar os pontos fracos em seus projetos e compará-los com a meta inicial e ver se tudo está indo no caminho certo.

 

Veja por exemplo como os KPIs auxiliam no gerenciamento de projetos.

Principais vantagens dos indicadores de performance

vantagens-kpi

Identificar as fraquezas

Você pode analisar os pontos fracos de seus projetos, comparar com a meta inicial e ver se tudo está indo para o caminho certo.

Auxiliar na tomada de decisão

 

Para tomar decisões, é preciso ponderar diferentes coisas, para isso você se faz perguntas.

 

Mesma coisa com os KPIs. Para tomar as decisões certas, você também estará fazendo as perguntas certas.

 

Ambas trabalharão em conjunto para buscar soluções efetivas e mudar a empresa para melhor. 

 

Uma coisa não deu certo? Qual é a alternativa para isso? Como consertar o que está atrapalhando meus planos?

Controle de qualidade

Com o monitoramento e avaliação de estratégias e procedimentos, o padrão de qualidade aumentará e medidas assertivas serão implementadas.

 

O processo de ouro resultando em sucesso consiste em: comparação, autoavaliação e correção.

Redução de custos operacionais

O uso de key performance indicators oferece uma visão geral sobre a estrutura empresarial e quais pontos devem ser melhorados. 

 

Dessa forma é mais fácil fazer as devidas correções com precisão, evitando desperdícios de tempo e recursos.

Aumento de produtividade

Os indicadores chave de desempenho auxiliam a visualizar e analisar a atividade dentro da empresa, identificando logo o que está certo ou errado.

 

Assim buscando implementar dinâmicas que incentivem tanto de forma individual, como de forma coletiva e melhorem a forma com que as pessoas vão trabalhar.

Otimização de recursos

Sejam da área financeira, de recursos humanos ou de infra-estrutura, fica mais fácil de acompanhá-los com o uso de KPIs.

 

Isso porque eles fornecem informações precisas para comprovar se cada área está tendo resultados de acordo com as expectativas.

Como os resultados ficarão mais corretos e sustentáveis, isso pode melhorar por exemplo, os índices de ROI, o que garante uma aplicação inteligente dos recursos financeiros.

Resultados quantificáveis

Medindo os resultados de forma mensurável, permite que as estratégias sejam feitas e moldadas de acordo com o progresso dos projetos.

 

Satisfação dos clientes

Buscando excelência no funcionamento da empresa, os KPIs possibilitam que resultados melhores sejam entregues, e assim agradando o público.

 

O Key Performance Indicator aponta o que deve ser mudado, como deve ser mudado, e por que. Mostra soluções, controla a qualidade e a agrega valor aos clientes.

 

Sem falar na questão de gestão de relacionamentos, já que os indicadores são capazes de ajudar a empresa a tomar decisões significativas.

 

Eles possibilitam os melhores resultados, garantindo a satisfação do cliente  e o funcionamento de alta qualidade da empresa.