Plano de saúde e seguro de saúde: saiba a diferença 

plano-de-saude-e-seguro-de-saude-diferenca

 

Com certeza você já passou por situações em que pensou em aderir a um serviço médico ou algum tipo de convênio. Seja por um acidente, uma necessidade ou até uma orientação.

E convenhamos que o sistema de saúde público nos faz passar por uns perrengues: grandes filas, demora ao atendimento, e esse ainda sendo precário.

Não é à toa que quase 61% dos brasilienses reprovam a qualidade do sistema.

Não é a melhor opção para quem preza por um atendimento rápido e de qualidade, não é mesmo? 

Por isso, cada vez mais o brasileiro prefere aderir à rede particular, onde há a possibilidade de um atendimento completo e de qualidade. 

Aí que entram opções como o seguro de saúde e o plano de saúde. 

De acordo com a Agência Nacional de Saúde (ANS), os planos de assistência médica privada cobrem atualmente um terço da população brasileira.

Pois é, muitas pessoas estão cientes que o governo não vai garantir a devida assistência e acolhimento para sua saúde.

Antes de apresentar a diferença entre plano de saúde e seguro de saúde, vamos às semelhanças.

 

O que eles têm em comum

Ambos são regulamentados pela Agência Nacional de Saúde (ANS), que é responsável por efetuar medidas e funcionamento de normas, assim como suas multas. 

Além de controlar e fiscalizar segmentos de mercados que explorados por empresas para assegurar o interesse público. 

Mas resumindo, o plano de saúde e o seguro de saúde têm o mesmo objetivo: oferecer assistência médica e hospitalar aos seus clientes. 

Em questão de cobertura, é necessário avaliar fatores como idade, histórico de saúde e existência de doenças e ambos são divididos em:

 

  • Ambulatorial: 

No caso de consultas médicas, exames e tratamentos em que não há internação hospitalar. As restrições dependem de cada operadora.

  • Odontológico: 

Abrange procedimentos relacionados à saúde dental e bucal realizados em consultórios. Tais como periodontia, exames radiológicos, endodontia e cirurgias orais mais simples, além de emergências e urgências.

  • Hospitalar: 

Onde há internação e tudo ocorre dentro do hospital, incluindo UTI, atendimentos de urgência e emergência, assim como serviços hospitalares de quimioterapia, fisioterapia, etc. Excluindo procedimentos ambulatoriais. 

  • Hospitalar completo: 

Une o plano ambulatorial ao plano hospitalar, com adição do pré-natal, parto e atendimento ao recém-nascido.

Carência 

Em relação à carência, também há uma similaridade. 

Em ambos, quer dizer que esse é o tempo necessário a se esperar para o usuário usufruir dos serviços, mesmo pagando as mensalidades (plano de saúde) ou o prêmio (seguro de saúde). 

 

O que difere o plano de saúde do seguro de saúde?

Plano de saúde

O plano de saúde é o serviço de uma empresa privada, que oferece um acompanhamento constante, com médicos e hospitais credenciados da empresa operadora. 

Conta com consultas, exames, internações e principalmente, cirurgias.

Caso o cliente resolva fazer uma consulta com um médico particular, a operadora faz um reembolso proporcional ao valor gasto.

Os planos são divididos de acordo com a necessidade do(s) contratante(s) e são divididos nas modalidades: 

  • Individual: 

Consiste em apenas um contratante. Hoje em dia as operadoras não vendem apenas para uma pessoa através de seu CPF, pois os planos não são mais comercializados dessa forma.

O motivo está relacionado à alta instabilidade das operadoras, devido a ausência de flexibilidade do reajuste.

Assim, para apenas uma pessoa, restam duas opções: aderir a um plano coletivo por adesão ou se a pessoa foi microempreendedora individual, aderir a um plano empresarial.

  • Familiar: 

Contratantes com vínculos familiares entre si. Composto por um contratante e seus dependentes.Como um casal e seus filhos, por exemplo.

  • Coletivo por Adesão: 

Contratantes pessoas jurídicas, como sindicatos, conselhos e associações profissionais. A contratação acontece entre a operadora do plano e uma administração de benefícios.

  • Coletivo Empresarial: 

Contratantes pessoas jurídicas – empresas públicas ou privadas – na intenção de prestar serviços a seus colaboradores.

 

Seguro de saúde

Já no seguro de saúde, as operadoras não possuem nenhum vínculo com os profissionais de saúde, clínicas e hospitais.

Ou seja, não precisam de uma rede credenciada.

O cliente não fica limitado aos serviços impostos pela operadora, tendo a livre escolha de onde será feito seu atendimento.

 

O seguro de saúde também difere-se na questão de passar por menos processos burocráticos, como aguardar a liberação de solicitações.

Assim podendo realizar o procedimento quando desejar, arcar com os custos e depois receber reembolso.

 

Normalmente é preciso aguardar um prazo para ter o dinheiro devolvido e há um limite de valores para cada um dos procedimentos. 

Também há serviços complementares como benefícios e descontos, de acordo com a franquia e com o que está previsto em apólice.

 

A franquia está presente nas apólices do seguro. Ela é o valor total que o usuário pode usar. 

Exemplo: se for necessário contratar um serviço médico que custe mais que a sua franquia, o segurado deve pagar a diferença.

 

E qual é a melhor opção de convênio?

Como vimos, o plano de saúde trabalha com médicos e redes hospitalares credenciados, facilitando na hora de buscar serviços em locais próximos.

Já o seguro de saúde é bom para quem prefere ter mais liberdade, sem precisar se limitar a determinados médicos e hospitais.

Para fazer a melhor escolha de contratação de plano, é indicado primeiramente: 

Credibilidade

É preciso também verificar se a operadora ou seguradora possua registro na ANS (Agência Nacional de Saúde).

Definir seu propósito. 

Ou seja, quais coberturas são necessárias para você e como prefere lidar com as operadoras e questões financeiras.

Exemplo: “Eu já tenho filhos ou pretendo ter?”, “Preciso de um serviço que cubra emergências?” ou “Quanto eu gasto com questões de saúde?”.

 

Esses questionamentos são essenciais para entender melhor as condições contratuais e fazer a escolha mais adequada para seu bem estar.

 

9 Respostas

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *