O que é invalidez parcial

O que é invalidez parcial?

Se você NÃO sabe o que é invalidez parcial, você precisa compreender esse conceito antes de contratar um seguro de vida. 

Isso porque esse é um termo essencial para você ter segurança quando precisar acionar o seu seguro

Nesse artigo, além de explicar o que é invalidez parcial, vou te mostrar também quais são os casos que se encaixam nessa definição e como funciona a indenização. 

Vamos começar do início…

Tipos de invalidez

Existem dois tipos de invalidez: parcial e total. A invalidez total é aquela que caracteriza perda por completo das funções de um determinado órgão, membro ou parte do corpo. 

Já a invalidez parcial é quando há perda fracionária das funções. 

Além disso, as seguradoras também podem oferecer coberturas para invalidez por doença ou invalidez por acidente, independente da causa.

Nesse artigo, vou te mostrar…

O que é invalidez parcial

A invalidez parcial é a incapacidade do segurado de desempenhar uma ou mais tarefas importantes para a sua ocupação. 

Por exemplo, quando o segurado não consegue trabalhar integralmente depois de um acidente, mas consegue executar algumas tarefas da sua ocupação.

No entanto, essas situações devem ser analisadas em cada contrato individualmente. 

Isso porque os benefícios oferecidos variam de uma seguradora para outra e, geralmente, são derivadas de uma fórmula que garante o pagamento mensal ou total da indenização. 

Outro ponto importante é entender que, normalmente, as seguradoras usam dois termos para distinguir a capacidade de desempenhar as tarefas: ocupação própria e qualquer ocupação.

A política de ocupação própria é quando a invalidez impede o segurado de desempenhar os importantes deveres de sua ocupação na qual exerciam antes de sua deficiência, ou seja, ele não pode desempenhar todos os deveres importantes.

Já a política de qualquer ocupação é quando a invalidez impede o segurado de desempenhar os deveres de qualquer ocupação pela qual foram treinadas.

Causas comuns de invalidez parcial

Agora que você já sabe o que é invalidez parcial, vou te mostrar as causas mais comuns que fazem parte da cobertura do seguro por invalidez parcial.

As principais causas de invalidez parcial abordadas nas seguradoras envolve ataques cardíacos, câncer, problemas no pescoço e nas costas, diabetes, fibromialgia…

Além disso, também abrange:

  • Perda total da visão de um olho; 
  • Surdez total incurável de um ou de ambos os ouvidos;
  • Mudez incurável;
  • Fratura não consolidada do maxilar inferior;
  • Imobilidade do segmento cervical da coluna vertebral;
  • Perda total do uso de um dos membros superiores, de um dos polegares ou de um dos pés; 
  • Fratura não consolidada;
  •  Amputação;
  •  Entre outros.

Cuidados ao contratar o seguro por invalidez

Cuidados ao contratar o seguro por invalidez

Observe que há diferença quando você contrata um seguro para cobrir casos de invalidez temporária e permanente. 

No caso da invalidez permanente, a cobertura do seguro, normalmente, só vale depois que se esgotarem todas as formas de tratamentos médicos disponíveis.

Agora se um mesmo acidente causar a invalidez de mais de um membro ou órgão, o capital segurado será a soma dos dois percentuais.

Funciona assim: cada apólice de seguro determina um percentual em cima do capital segurado caso ocorra algum dos sinistros listados. Se houver mais de um, haverá a soma desses percentuais.

Mas se por acaso o segurado sofrer um acidente, ficar inválido e depois ocorrer o óbito, os percentuais não serão acumulados. 

Além disso, a perda de dentes e os danos estéticos, geralmente, não fazem parte da cobertura do contrato e não dão direito a indenização.

Qual é a indenização para invalidez parcial?

Como te expliquei anteriormente, a invalidez parcial se configura quando, por exemplo, o segurado perde um membro e ainda tem condições de trabalhar na mesma função ou em outra ocupação. 

Nesses casos o seguro vai indenizar essa perda se estiver dentro das coberturas determinadas na apólice de seguro. 

É importante entender, que só se configura invalidez parcial quando estiverem esgotados todas as formas de tratamento e recursos terapêuticos para recuperação do segurado.

A indenização, de acordo com os percentuais estabelecidos no contrato, só poderá ser resgatada após alta médica definitiva.

Depois que o segurado receber alta médica definitiva, a seguradora pagará uma indenização de acordo com os percentuais estabelecidos no contrato.

A indenização por perda parcial terá uma diminuição proporcional ao grau da redução da capacidade funcional do segurado. Sobre essa redução é aplicado um percentual previsto no plano do seguro para a perda total do membro ou órgão lesado.

Como é feito o cálculo de indenização para invalidez parcial?

Para verificar qual o grau de invalidez, cada seguradora pode desenvolver sua própria tabela. 

Os valores devem seguir o padrão mínimo fixado pela Superintendência Nacional de Seguros (Susep).

Essa tabela serve para auxiliar no cálculo da indenização. Nela é apresentado percentuais aplicados sobre o capital segurado (valor da indenização) para cada sinistro.

Vou te explicar como isso acontece.

Primeiro a seguradora apura qual o grau de invalidez apontado pelo médico. Depois aplica-se o percentual indicado na Tabela de Invalidez da seguradora e, sobre esse resultado, aplica-se o Capital Segurado contratado.

Por exemplo, digamos que o segurado sofreu surdez depois de acidente, na tabela para esses casos aplicam-se 20% e a cobertura total contratada é R$ 50 mil. Depois da apuração do grau de invalidez testifica-se que a invalidez parcial é de 50%.

Sendo assim, o valor da indenização ficaria R$ 5 mil (50% de grau de invalidez apurado x 20% correspondente à surdez x R$ 50 mil).

Por isso, é importante você consultar a sua apólice e verificar a tabela de cálculo de indenização em casos de invalidez parcial.

Na falta dessa indicação poderá ser utilizada a classificação máxima (75%), média (50%) ou mínima (25%).

Conclusão

Nesse artigo te expliquei o que é invalidez parcial. Te mostrei quais são os tipos de invalidez que podem aparecer no contrato de um seguro de vida e quais as causas comuns que podem fazer parte da cobertura. 

Além disso, te mostrei quais cuidados você precisa ter ao ler o contrato e como é feito o cálculo para indenização. 

Se você tiver alguma dúvida sobre esse assunto, deixe um comentário que a nossa equipe fará o possível para te responder.

 

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *