Noite mal dormida? 6 fatos sobre suas horas de sono

Noite mal dormida? 6 fatos sobre suas horas de sono

Você teve uma noite mal dormida durante essa semana? Fique tranquilo que o que vou te mostrar aqui vai te ajudar a atender quantas horas de sono você realmente precisa. 

Provavelmente, você já ouviu falar que todo mundo deve dormir oito horas de sono por dia. Ou já escutou aquela pessoa que diz que dorme 4 horas por noite e isso não afeta em nada na sua vida. 

E eu não posso dizer para você quem está certo ou errado nesse debate. 

Mas eu posso te mostrar dados comprovados sobre quantas horas de sono você precisa para não ter uma noite mal dormida.

E de fato a National Sleep Foundation faz algumas recomendações sobre a quantidade de sono ideal, mas ela é dividida por faixas etárias. 

Vou te mostrar tudo isso detalhadamente nas próximas linhas, mas antes é importante você entender que há vários estudos que acompanham um grande número de pessoas para saber quantas horas de sono eles realmente precisam. 

Por isso, a palavra certa a ser utilizada aqui é “média”. Algumas pessoas precisam em média de 8 horas outras de 7 horas de sono para permanecer em um excelente estado de saúde. 

Isso também se aplica nas suas noites de sono. Não é porque você teve UMA noite mal dormida que você isso vai comprometer drasticamente a sua qualidade de vida, mas se aplica à quantidade média de sono que você recebe. 

Entendeu?

Bom, diante disso tudo… 

1) Quantas horas de sono é o recomendado para uma boa saúde?

A National Sleep Foundation, junto com um painel multidisciplinar de especialistas, recomenda intervalos de sono adequados de acordo com as seguintes faixas etárias:

 

Recém-nascidos (0 a 3 meses)De 14 a 17 horas por dia 
Bebês (4-11 meses) De 12 a 15 horas por dia
Crianças (1 a 2 anos)De 11 a 14 horas por dia
Pré-escolares (3-5)De 10 a 13 horas por dia
Crianças em idade escolar (6-13)De 9 a 11 horas por dia
Adolescentes (14-17)De 8 a 10 horas por dia
Adultos mais jovens (18 a 25 anos)De 7 a 9 horas por dia
Adultos (26-64)De 7 a 9 horas por dia
Adultos mais velhos (65 anos ou mais)De 7 a 8 horas por dia

 

Além disso, outros fatores também podem afetar a quantidade de horas que você precisa para não ter uma noite mal dormida. Por exemplo: 

  • Alterações no corpo durante o início da gravidez;
  • Situações que privam o sono;
  • A qualidade do sono;
  • Entre outros. 

Bom, esse é o mundo ideal das pesquisas e sabemos que não é bem assim que funciona. 

Nem sempre a gente consegue dormir exatamente as horas indicadas no quadro, mas a gente pode tentar chegar o mais próximo possível.

Por isso, vou te mostrar agora…

2) O que fazer para encontrar a quantidade de sono ideal para você?

O primeiro ponto importante é que você deve analisar suas próprias necessidades individuais. 

Responda para si mesmo:

  • Você é produtivo, saudável e feliz com a quantidade de horas que você dorme atualmente? 
  • Demora muito tempo para se sentir produtivo durante o seu dia?
  • Você tem problemas de saúde
  • Tem algum caso de doença crônica na sua família?
  • Você depende da cafeína para passar o dia?
  • Você sente sono ao dirigir?

Se você responder sim para a maioria dessas perguntas, você precisa rever as suas noites mal dormidas. 

E para isso vou te ensinar a calcular quantas horas de fato você deve dormir.

Como calcular as horas de sono que preciso dormir:

Para calcular a quantidade de horas ideal que você precisa dormir, anote durante 21 dias:

  • A hora que você acorda;
  • Quantos ciclos de 90 minutos você teve a noite;
  • A hora que você foi para a cama + 15 minutos (o tempo de adormecer).

Por exemplo, se você vai dormir às 19 horas e acorda às 4h15 no primeiro dia, você terá 6 ciclos de sono por noite. 

E segundo a  National Sleep Foundation, os ciclos do sono são divididos em:

  • NREM: são três estágios (movimentos não rápidos dos olhos);
  • REM: último estágio (movimentos rápidos dos olhos).

Em média, cada ciclo do sono tem cerca de 90 minutos. Então, se você completar pelo menos 5 ciclos por noite, provavelmente, você vai ter passado por todas os estágios do sono.

Ao final dos 21 dias, você saberá como está a qualidade do seu sono. E para você entender o por quê isso é importante vou te explicar…

3) Por que preciso me preocupar com noites mal dormidas?

Por que preciso me preocupar com noites mal dormidas

Uma pesquisa realizada pelos Cientistas da Faculdade de Medicina de Harvard apontou que uma noite mal dormida aumentou, em média, 30% do nível de ansiedade dos voluntários. 

Além disso, notou-se também que o córtex pré-frontal medial (na testa) estava menos ativo que o normal. E é ele que ameniza as reações à emoções que nos fazem mal.

O estudo mostrou também que após uma noite de descanso completo, as atividades cerebrais dos voluntários voltou ao normal. 

No entanto, os cientistas alertam que noites mal dormidas frequentemente podem contribuir para sintomas mais duradouros. 

Como por exemplo:

  • Piorar os sintomas de doença inflamatória intestinal;
  • Irritabilidade e alterações de humor;
  • Dores de cabeça e enxaquecas;
  • Dificuldade em aprender;
  • Redução do desejo sexual;
  • Problemas de visão como: visão dupla, perda de visão periférica, visão obscura;
  • Ganho de peso;
  • Baixo rendimento imunológico.

Sendo assim, para evitar essas complicações na sua saúde, você sabe…

4) Quais sinais indicam que você está tendo uma noite mal dormida?

Mesmo com toda a informação que já te passei, provavelmente você ainda está se perguntando quais sinais indicam que você está tendo uma noite mal dormida. 

Por isso, separei para você alguns sintomas que você precisa identificar. Veja só:

  • Precisa de mais de um despertador para acordar;
  • Tem dificuldade de sair da cama pela manhã;
  • Sente-se mais lento durante à tarde;
  • Fica sonolento em reuniões, palestras ou salas quentes;
  • Fica com sono após refeições pesadas ou ao dirigir;
  • Adormece enquanto assiste televisão.

Há outros sintomas, mas se você apresentar a maioria desses seria interessante você identificar…

5) O que provoca uma noite mal dormida?

Existem algumas situações que provocam uma noite mal dormida se forem realizadas frequentemente, como por exemplo:

  • Dormir muito tarde;
  • Beber muito café durante o dia; 
  • Comer alimentos estimulantes antes de dormir;
  • Assistir muita televisão antes de dormir;
  • Usar o celular na cama, quando está prestes a dormir.

Esses hábitos podem prejudicar a qualidade do seu sono, por isso veja agora…

6) O que fazer para melhorar a qualidade do sono?

O que fazer para melhorar a qualidade do sono?

Por fim, vou te mostrar algumas dicas para você melhorar a qualidade do seu sono. 

  • Ir para a cama somente na hora de dormir (e não ficar mexendo no celular na cama);
  • Programar o mesmo horário para ir dormir todos os dias;
  • Se possível, ter um ambiente escuro, limpo, sem ruídos e confortável para dormir;
  • Não beber café, bebidas alcoólicas e refrigerantes antes de dormir;
  • Esquece o botão “soneca” do despertador do celular;
  • Faça exercícios físicos durante o dia;
  • Tente não tirar longos cochilos durante o dia;
  • Tome um banho quente antes de dormir;
  • Leia um livro ou escute uma música antes de deitar na cama. 

Conclusão

No artigo de hoje, te mostrei uma visão ampla sobre o que significa ter uma noite mal dormida e o que você precisa fazer para melhorar a qualidade do seu sono. 

Te mostrei, com base em dados, por que você precisa se preocupar com suas horas de sono, o que provoca e quais são os sinais de uma noite mal dormida. 

Agora é com você. 

Me conta nos comentários se esse artigo te ajudou e o que você pretende fazer a partir de hoje para melhorar as suas noites de sono. 

saude-corporativa

Plano de saúde para atração e retenção de talentos

Todos sabemos da importância de cuidarmos da saúde. E não somente um cuidado, ela é um direito de todo e qualquer cidadão.

Segundo a Constituição Federal de 1988, Artigo 196, ela é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.

Esse direito deve abranger o âmbito profissional. Uma das funções do profissional de RH é certificar que  a empresa está cumprindo esse papel, a fim de proporcionar a melhor experiência dentro do ambiente de trabalho.

 

Importância da saúde corporativa

saude-corporativa

 

É necessário focar na gestão de pessoas com ênfase na saúde da empresa. Não somente com ações curativas, mas também com ações preventivas.

Isso garante o bem-estar para a população integrada na força de trabalho, sendo muito importante, uma vez que eles são a base para o funcionamento contínuo da sociedade.

Por isso, é necessário que todos tenham acesso a ela.

Além de que o investimento em saúde e segurança do trabalho dão retorno.

A importância de uma boa gestão, que investe em saúde, com certeza contribuirá para a atração e retenção de talentos.

Ao longo do texto você verá o que o departamento de recursos humanos pode fazer para melhor todo o processo interno da empresa.

 

Vantagens para a empresa

Não pense que apenas o funcionários se beneficiarão com esses cuidados.

Os privilégios serão aproveitados tanto para o empregado, como para o empregador e claro, a área de recursos humanos.

Confira-os logo abaixo:

 

Aumento de produtividade

Um funcionário acolhido, é um funcionário mais motivado. 

A pessoa estando garantida de cuidados da saúde, com certeza conseguirá cumprir suas funções e trabalhará com maior produtividade e efetividade.

Trabalhando dessa forma,  o clima organizacional, ou seja, a percepção que o funcionário tem da empresa, ficará positivo e o colaborador sentirá satisfação no ambiente de trabalho.

 

Redução da taxa de absenteísmo

Um dos indicadores de desempenho de RH, o absenteísmo é quando há períodos de ausência por parte do trabalhador.

Com uma oferta de tratamento de qualidade, o funcionário utiliza desses serviços e consequentemente falta menos no trabalho, reduzindo então a taxa de absenteísmo.

 

Minimização de ações judiciais

Ninguém quer lidar com um clima desagradável no ambiente de trabalho. Especialmente entre empregado e empregador.

Com a garantia de cuidados de saúde, o funcionário se sentirá seguro de continuar com seu trabalho e todos ficarão satisfeitos.

 

O que o RH pode fazer para o a atração e retenção de talentos

 

Atenção à saúde e bem-estar devem começar dentro das corporações, através de iniciativas de conscientização de sua importância.

Empresas que possuem programas de promoção de saúde mostram comprometimento com o empregado.

É recomendado que o departamento de RH realize programas de treinamento e desenvolvimento, de acordo com a função de cada pessoa da empresa.

Por exemplo, o de prevenção de danos. Especialmente àqueles profissionais que são expostos à situações de riscos, como quem lida com produtos químicos, materiais radioativos, entre outros.

Dessa forma empresas podem garantir a segurança do trabalho.

Veja algumas dicas de ações preventivas para o departamento de RH fazer para a atração e retenção de talentos.

Cuidar do físico

Nosso corpo precisa de ter certos cuidados para funcionar bem. Aderir a um estilo de vida saudável é o primeiro passo.

 

O papel do recursos humanos é certificar que os funcionários estão cientes do que deve ser feito em prol da saúde.

 

Alguns exemplos incluem incentivos à alimentação saudável e prática de exercício físico. Educação preventiva para hipertensão, diabetes e até câncer.

 

Cuidar do psicológico

A  saúde mental também deve ser verificada, pois também afeta o modo que os funcionários trabalham.

 

Um fator preocupante é que apenas 18% das empresas se preocupam com a saúde mental.

 

Com certeza é algo a ser mudado, já que algumas pessoas podem ter tendências depressivas ou de ansiedade por questões genéticas ou por predisposições individuais.

 

Uma das causas da deterioração mental é o estresse. Esse sendo contínuo pode gerar sequelas maiores, algumas delas sendo falta de motivação, cansaço, dores de cabeça e até desenvolvimento de doenças crônicas.

 

Assim como outras medidas para a saúde da empresa, como o monitoramento periódico. Realizando então diagnósticos precoces, o que pode evitar doenças graves e até afastamento do funcionário.

Além disso, é essencial mostrar preocupação com a saúde dentro e fora do ambiente de trabalho, já que o empregado é o bem mais valioso em uma organização.

O que fazer durante o período de trabalho?

Há medidas que podem ser implementadas durante o expediente. Unindo-as com as ações acima, com certeza você terá bons resultados. Veja o que pode ser feito:

  • Incentivar funcionários a cumprir o horário de almoço completamente

  • Optar por não discutir e desencorajar se o funcionário chegar atrasado ou faltar devido a necessidades médicas como consultas ou em casos mais sérios, internação hospitalar

  • Se interessar e ter feedback de questões emocionais como o nível de estresse

  • Investimento em cadeiras ergonômicas

  • Alongamentos e mobilidade (especialmente para quem trabalha o dia todo sentado)

 

Esse dois últimos especialmente para quem trabalha o dia todo sentado.

 

Consultoria em plano de saúde: como ela pode ajudar a sua empresa 

Toda empresa precisa ter uma estrutura adequada para funcionar de forma apropriada e bem-sucedida.

O ambiente de trabalho demanda cumprir horários, estabelecer e concluir metas… Para tudo isso, é preciso preservar o bem-estar coletivo.

Lembre-se que é necessário que todos os gestores e colaboradores trabalhem com vontade e dedicação para que a empresa mantenha a atração e retenção de talentos equilibrada.

E que forma melhor do que buscando uma consultoria em plano de saúde?

 

Por que devo me responsabilizar?

Você pode estar se perguntando o porquê de se importar em solicitar um plano de saúde para uma empresa.

 

Existem diversos motivos, mas o mais simples é: você não quer enfrentar consequências graves futuramente.

Imagina você ter que lidar com funcionários adoecidos, desabilitados e impossibilitados de trabalhar? Como visto, isso certamente acarretaria em queda de desempenho e produtividade, e ninguém quer isso.

Além de questões judiciais que isso pode implicar, caso haja funcionários descontentes. É bom evitar problemas, certo? Logo, torna-se essencial zelar pela saúde alheia.

 

Como isso beneficia a empresa?

Um plano de saúde empresarial é como o efeito dominó. Uma primeira ação leva a resultados ligados entre si. 

Contratando-o, você previne doenças e sequelas mais graves e tem uma equipe encorajada. Ou seja, uma coisa leva a outra com consequências positivas.

Consultá-lo permite atendimentos médicos e exames preventivos, contribuindo para medidas contra os de riscos de saúde, assim como o  aprimoramento de gestão interna.

Essa é uma excelente forma de melhorar o desempenho de seus funcionários e o espaço de trabalho. Além de contribuir para a valorização e retenção dos colaboradores.

Ainda pensando se é uma boa opção? Não deixe de conferir as principais vantagens de um plano de saúde empresarial bem aqui.

Concluindo, o setor de recursos humanos deve se esforçar para manter a saúde da empresa, deixando o funcionário confortável e à vontade enquanto trabalha, para assim preservar a qualidade de vida de sua equipe. 

 

cudar-da-saude-fisica

Por que você não deve deixar de cuidar da sua saúde

Todo mundo deveria pensar em cuidar da sua saúde e adquirir hábitos que fazem bem à mente e ao corpo. 

Devemos considerar que a nossa maior riqueza é a saúde. O que faz total sentido, considerando que sem ela, não podemos viver adequadamente, nos forçando a aceitar uma vivência cheia de problemas.

Inclusive, o brasileiro está desleixado e deixando sua saúde em risco. Algo preocupante se você pensa em viver bem.

Mas não há motivo para ficar desesperado. Com os cuidados certos, é possível ficar saudável e ter uma vida de qualidade.

Cuidar da saúde é bom para viver disposto e motivado no dia a dia, e para isso, é preciso ter cuidados para evitar doenças psicológicas, tanto quanto físicas, já que um está relacionado ao outro.

Por isso, resolvemos dividir os assuntos para ficar mais fácil de saber o que é necessário tomar conta de cada parte.

Confira logo abaixo algumas dicas de cuidados da saúde e não se esqueça de colocá-las em prática!

 

Como cuidar da sua saúde física

cudar-da-saude-fisica

 

Nosso corpo precisa estar bem e ser funcional. O foco não é a estética, mas sim uma boa saúde.

Para isso, é necessário tomar certas atitudes a fim de garantir seu desempenho.

 

Beba água

Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas ainda não têm o hábito de tomar água o suficiente. 

E nosso corpo libera água e sais minerais ao longo do dia, através do suor, por exemplo. Assim, devemos repor o que foi eliminado.

Os sintomas de desidratação podem acarretar em sintomas como enjoo, dores de cabeça e fadiga.

Por isso a importância de beber pelo menos 2 litros de água por dia para o corpo se manter hidratado.

 

Prática de exercícios físicos

Você pode escolher entre fazer caminhadas e ir à academia, ou até em ações relacionadas ao lazer, como jogar bola, praticar yoga ou dança.

É importante considerar questões como idade, peso e nível de disposição para realizar tais atividades físicas.

Você pode e deve procurar um acompanhamento médico com nutricionistas, endocrinologistas e cardiologistas, por exemplo.

Tudo depende do seu objetivo e da sua necessidade.

Lembre-se de manter seu corpo em movimento por pelo menos 30 minutos ao dia, 3 vezes por semana, pois o sedentarismo pode levar à inércia de certos órgãos, comprometendo a vida em si.

 

Alimentação saudável

É fundamental se importar com o que irá para o seu corpo. Sabe o ditado “Você é o que você”?

Pois é, ele revela muita coisa. Se uma pessoa não come adequadamente, ainda mais se for frequentemente, ela com certeza terá problemas no futuro.

Uma má alimentação pode gerar em sintomas e doenças cardiovasculares, como pressão arterial elevada e colesterol alto e consequentemente risco de infartos e doença crônica, como diabetes.

O ideal é consumir frutas, verduras, legumes, alimentos com altas taxas de fibras e proteínas e evitar produtos industrializados com alto índices de gordura saturadas, sacarose (o popular “açúcar”) e sódio. 

 

Como cuidar da sua saúde psicológica

cuidar-da-saude-mental

Sim, tão importante quanto as questões do corpo, as questões da mente devem ser acompanhadas e se necessário, tratadas.

Não se deve ignorar ou fazer pouco caso da saúde mental. Uma pesquisa mostra que muitos brasileiros têm transtornos mentais.

Isso é algo preocupante, pois para ter uma qualidade de vida alta, é essencial cuidar de nós mesmos, incluindo hábitos que nos fazem sentir felizes.

Veja o que você pode fazer para ajudar melhorar seu bem estar.

 

Tenha uma rotina

Para manter as coisas em ordem é preciso de uma ordem, certo? 

Tente organizar suas atividades obrigatórias com as de lazer para você tirar o maior proveito das duas e evitar o estresse desnecessário.

Separe um tempo para cumprir cada atividade planejada e siga seu itinerário pessoal.

 

Evite redes sociais

Claro que não estamos falando de evitá-las completamente. Mas sim, reservar seu tempo para outras atividades.

O uso excessivo de redes sociais nos faz perder um pouco a noção da realidade e por isso acreditamos em coisas que não são 100% verdade.

A constante comparação entre a vida pessoal com a vida digital está relacionada a sintomas de ansiedade e baixa auto-estima, por exemplo.

 

Sono regulado

Uma boa noite de sono nos faz sentir outra pessoa, não é mesmo? Acordamos com disposição, energia e até um pouco de otimismo.

O dia fica mais produtivo, o que dá uma sensação de realização.

Além disso, o sono fica ajustado, evitando aquelas sonecas e sensação de fadiga durante o dia e aumenta sua 

 

Pessoas valiosas

Além de se cuidar individualmente, é importante considerar estar cercado de pessoas que te fazem bem.

Pode ser sua família, seus amigos, namorado(a), noivo(a) e esposo ou esposa. Essas pessoas podem melhorar seu ânimo e te apoiar no que você precisa.

Por isso a importância de buscar ajuda. Você não precisa enfrentar tudo sozinho!

 

O que mais pode ser feito?

Você viu como cuidar da saúde mental e física. Mas apenas com medidas individuais e no máximo com a ajuda de pessoas próximas. 

Claro, isso já faz uma grande diferença. Porém, apenas isso não é possível dar conta de tudo.

Você já pensou em um cuidado mais especializado? Com ajuda de pessoas experientes e qualificadas?

Saiba que isso é possível através da contratação de um plano de saúde. Mas não só um plano de saúde comum, e sim o empresarial.

Você pode fazer uma cotação aqui mesmo no nosso site e conversar com nossos consultores para escolher o melhor para você.

 

Concluindo: cuidar da saúde só traz benefícios. Por isso, não há motivos para você não se cuidar, certo?